Outubro Rosa: tatuagens e micropigmentação ajudam as vítimas de câncer de mama a restaurar a sua confiança

O câncer da mama é uma realidade na vida de muitas mulheres. Segundo o Instituto Nacional do Câncer (INCA), é a doença mais comum no mundo e a segunda mais disseminada no Brasil, depois do câncer de pele, com cerca de 25% dos novos casos por ano. Embora os números sejam chocantes, deve-se ter em mente que existem tratamentos que podem incluir radioterapia, quimioterapia e mastectomia (a remoção da mama), dependendo do diagnóstico.

A cirurgia é a fase mais difícil porque muitas vezes atinge seriamente a auto-estima da paciente. Por outro lado, existe uma solução que pode restaurar o sorriso e a auto-estima destas guerreiras: a colocação de prótese e a remodelação da aréola, que pode ser feita com uma tatuagem ou com uma micropigmentação. DermaClub tem compartilhado algumas das formas pelas quais estes tratamentos estéticos podem mudar a vida de uma mulher após o câncer.

Fatos sobre o câncer de mama

Segundo a INCA, o câncer de mama é uma doença causada pela proliferação de células anormais da mama que formam um tumor. Existem também diferentes tipos de câncer: alguns crescem mais rapidamente, outros mais lentamente. No entanto, a melhor hipótese de curar esta doença é o diagnóstico e tratamento precoce. Se já examinou os seus seios e suspeita de um problema, consulte o seu ginecologista ou mastologista e faça uma mamografia o mais rapidamente possível.

A tatuagem e a micropigmentação são alternativas para redesenhar a auréola

Após a mastectomia, as mulheres têm a oportunidade de usar implantes de silicone e redesenhar a auréola com tatuagens (permanentes) e micropigmentação (que podem ser retocadas a cada seis meses) de um especialista. Em Outubro, muitas clínicas de beleza e tatuagens abrem um lugar no seu calendário e fazem-no de graça para as pacientes que tiveram câncer da mama. Descubra se há profissionais na sua cidade que fazem isto.

Como você pode proteger e tratar seu câncer de mama a tempo?

O INCA adverte que cerca de 30% dos casos de câncer de mama podem prevenir hábitos saudáveis. Estes estão entre eles:

Também é importante que as mulheres examinem sempre os seus seios (seja na casa de banho, disfarçadamente ou em outras situações do dia-a-dia). Não existe uma técnica específica, apenas tendo o cuidado de tocar e detectar pequenas alterações nos seios, por exemplo:

  • A presença de uma massa dura, endurecida e normalmente indolor (caroço)
  • Cuidado com as fugas de líquido nos mamilos e com as alterações na extremidade do peito;
  • Pele vermelha ou laranja sobre o peito;
  • Danos sucessivos nos mamilos e pequenos nódulos nas axilas ou no pescoço.

Se você tem entre 50 e 69 anos, você deve fazer uma mamografia a cada dois anos para detectar o câncer antes que os sintomas apareçam ou para verificar mudanças suspeitas. Cuide da sua saúde, previna e trate o câncer da mama!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *