7 características de um bom motorista de caminhão de reboque

Ser um motorista de caminhão de reboque nem sempre é uma tarefa fácil e pode ser muito agitado às vezes. A maioria dos empregos exige que você fique de plantão em determinados horários, o que pode significar ter que sair correndo no meio da noite, meio dormindo, para rebocar um carro.

Além disso, dirigir um caminhão de reboque também pode ser perigoso, especialmente quando você vê alguém preso na beira da estrada tarde da noite. Depois de estabelecer que eles são apenas pessoas normais que estão legitimamente tendo problemas com o carro,  você precisa se preocupar com o tráfego passando por você a, digamos, 105 km / h, esperando que eles mantenham distância e não oscilem.

Outra coisa é que as pessoas podem ficar muito zangadas quando você vem buscar o carro pelo qual pagaram há vários anos, mesmo que não tenham feito nenhum pagamento nos últimos 6 meses.

Portanto, ser um bom motorista de caminhão de reboque requer certas qualidades e características. Aqui estão 7 características de um bom motorista de caminhão de reboque.

1. Ousado, mas cauteloso

Uma coisa é certa, um bom motorista de caminhão de reboque é corajoso, mas cauteloso sobre o que faz. É importante que os condutores de guinchos estejam cientes dos perigos que podem ter de enfrentar diariamente e saibam como lidar com eles com segurança. Isso pode significar ter que fazer escolhas difíceis no calor do momento. 

2. Confiável e confiável

Estar de plantão é um compromisso ao  qual os bons motoristas de caminhão de reboque se mantêm fiéis, o tempo todo e não apenas quando lhes apetece. Não é fácil parar o que está fazendo para rebocar um carro, especialmente se for tarde da noite e você estiver dormindo. No entanto, um bom motorista de caminhão de reboque sempre chega lá o mais rápido possível. 

Coisa garantida no serviço de reboque rj 24 horas .

3. São amigáveis ​​e profissionais

Os bons motoristas de guinchos têm dias ruins, como todo mundo, mas quando estão lidando com um cliente, eles sempre são corteses, amigáveis ​​e profissionais.

4. Tenha paciência e mantenha a calma

Todo bom motorista de caminhão de reboque sabe como lidar com pessoas que estão perturbadas e frustradas, uma vez que têm de lidar com pessoas assim com frequência. Há momentos em que alguns indivíduos podem até mesmo fazer exame físico com motoristas de guincho, mas um bom motorista aguenta e espera pacientemente que eles se acalmem.

5. Fisicamente apto

Você tem que estar fisicamente apto para ser um motorista de guincho, já que há muito trabalho físico envolvido em enganchar veículos, lançar um conjunto de carrinhos, ou mesmo usar um guincho para puxar um carro de uma vala.

6. Licenciado

É claro que todo motorista precisa passar por vários testes, incluindo testes físicos, de visão, de drogas e de  antecedentes , para obter sua  licença para dirigir,  dependendo dos requisitos do estado. No entanto, bons motoristas geralmente não param por aí, eles continuam sua educação para alcançar objetivos mais elevados e obter mais certificações.

7. Ter conhecimento e experiência

Você não pode simplesmente esperar engatar um carro, entrar em um caminhão de reboque e sair dirigindo sem saber o que está fazendo. Um bom motorista de caminhão de reboque terá experiência e conhecimento suficiente para transportar veículos com segurança e especialização.

4 Comandos essenciais para adestrar um cachorro

Um cão adestrado não é o mesmo que um cão equilibrado, mas se o seu cão conhece alguns comandos básicos, ele pode ser útil quando se trata de comportamento, problema existente ou aqueles que podem se desenvolver no futuro.

Mas onde posso aprender de fato como adestrar um cachorro? Você poderia ter uma aula, mas não é necessário; você pode fazê-lo você mesmo. Na verdade, pode ser divertido para você e seu cão com a atitude certa!

Comando Ficar

Antes de tentar isto, certifique-se de que o seu cão é um especialista no comando “Sentar”.

  • Primeiro, peça ao seu cão para se sentar.”
  • Então abre a palma da tua mão à tua frente e diz: “fica.”
  • Dá alguns passos para trás. Recompensai-o com carinho e carinho, se ele ficar.
  • Aumentar gradualmente o número de passos que você toma antes de dar a recompensa.
  • Recompense sempre o cachorro por ficar quieto, mesmo que seja só por alguns segundos.

Este é um exercício de autocontrole para o seu cachorro, por isso não se desanimem se levar um tempo para dominar, especialmente para cachorros de alta energia.

Comando Sentar

Este pode ser um dos comandos mais difíceis no adestramento de obediência para cães. Por quê? Porque a posição é uma atitude submissa. Você pode ajudar treinando positivo e relaxado, especialmente com cães temerosos ou ansiosos.

  • Encontra uma delícia particularmente boa e segura-a no punho fechado.
  • Põe a mão no focinho do teu cão. Quando ele cheirar, move a tua mão para o chão, para que ele a Siga.
  • Em seguida, deslize a sua mão ao longo do chão na frente dele para encorajar o seu corpo a seguir a sua cabeça.
  • Quando ele estiver na posição de baixo, diga “baixo”, dê-lhe o tratamento, e compartilhe afeto.

Repete-o todos os dias. Se o seu cão tentar sentar-se ou se atirar à sua mão, diga ” não ” e tire-lhe a mão. Não empurrá-lo em uma posição para baixo e incentivar cada passo que o seu cão leva para a posição certa. Afinal, ele está a esforçar-se para descobrir!

Comando Venha

Este comando pode ajudar a salvar um cão de problemas, trazê-lo para você se você perder o seu cachorro de vista ou acidentalmente deixar ele fugir da sua casa.

  • Põe uma trela e coleira no teu cão.
  • Desce ao nível dele e diz, “Vem”, enquanto puxa gentilmente a trela.
  • Quando ele chegar a ti, recompensa-o com afeto e um deleite.

Assim que o dominar com a trela, remove a trela e pratique o comando numa área segura e fechada.

Comando Deixa

Isso pode ajudar a manter o seu cão seguro quando sua curiosidade fica melhor dele, como quando ele cheira algo intrigante, mas potencialmente perigoso no chão! O objetivo é ensinar o seu cachorro que ele recebe algo ainda melhor para ignorar o outro elemento.

  • Coloque um deleite em ambas as mãos.
  • Mostra a ele um punho fechado com a guloseima lá dentro e diz: “deixa-o.”
  • Deixe-o Lamber, cheirar, boca, pata, e latir para tentar obter o petisco e você ignore os comportamentos.
  • Assim que ele parar de tentar, dá-lhe o prazer da outra mão.
  • Repita até o seu cão se afastar do primeiro punho quando disser: “deixe-o.”
  • Em seguida, dê ao seu cão o prazer quando ele se afasta do primeiro punho e também olha para você.

Não apresses o processo. Lembra-se que pede muito ao teu cão. Se você pegar um pouco e ele realmente lutar, volte para o estágio anterior.

Apenas estes quatro comandos simples podem ajudar a manter o seu cão mais seguro e melhorar a sua comunicação com ele.

Vale a pena o investimento do seu tempo e esforço. Lembre-se, o processo leva tempo, então basta começar um treinamento de adestramento em seu cão, mantenha-se calmo e tenha a mentalidade certa para a prática e a assertividade será certa.

Dicas simples para entrar no mercado de programação

Neste artigo, vamos te dar algumas dicas rápidas te ajudarão a entender como funciona o universo da programação. Sem dúvida, será um excelente começo para quem quer ser um desenvolvedor profissional em pouco tempo.

Projetar softwares para computadores e dispositivos móveis é uma habilidade que necessita de dedicação e muito empenho, principalmente se o seu objetivo é se tornar-se um grande profissional.

Sem falar que, a área de tecnologia em programação é cheia de oportunidades para quem deseja começar. Por isso, nós destacamos algumas dicas que vão te ajudar a entrar no mercado de programação.

Estude pelo menos uma hora por dia

Se você não está na área de desenvolvimento, não há problema.

Mesmo que você tenha uma rotina difícil durante a semana, você pode ao menos, reservar uma hora por dia para se dedicar apenas aos seus estudos de programação. E quando eu falo estudo, eu digo: estudar e praticar.

O horário de estudo pode ser antes de ir para o trabalho ou faculdade, no horário de almoço ou uma hora antes de dormir.

Acredite: você aprenderá muito ao longo da semana.

Procure um conteúdo de autoridade

Não pense que você será um desenvolvedor excepcional se continuar a buscar conteúdos aleatórios em sites ou no YouTube.

É fundamental que você siga um conteúdo bem estruturado e de preferência que tenha sido feito por uma autoridade no assunto.

Por exemplo, quando o assunto é PHP, podemos identificar a Danki Code como um excelente curso de desenvolvimento em PHP.

Não tenha medo de cometer alguns erros

Quando se é desenvolvedor, é comum que nossa lógica não esteja perfeita ou, inclusive, que a gente cometa alguns erros durante nosso desenvolvimento.

O mais importante é aprender com nossos próprios erros. Por isso, aceite que você irá errar e aprenda com eles.

Não se limite ao conteúdo que está consumindo

Seguir tutoriais de cursos e livros é fundamental.

Afinal, ter um caminho estruturado é excelente. No entanto, o que realmente te fará pensar como um programador de verdade é procurar novos desafios, além dos já realizados durante o exercício.

É uma excelente maneira de pensar fora da caixa, e assim, aprender mais.

Faça amizade com outros desenvolvedores

É uma maneira de realizar networking e entender quais são as exigências do mercado.

Você poderá trocar muitas experiências com desenvolvedores, principalmente os mais experientes. Você conhecerá a rotina diária, técnicas de codificação e também técnicas de produtividade.

É possível não apenas conhecer as últimas novidades do mercado, mas também saber antecipadamente quais são as oportunidades de emprego ou estágio.

Crie um projeto e divulgue-o na Internet

Se não possui estágio ou emprego para para desenvolver, comece a reproduzir os próprios projetos.

Busque uma ideia que seja razoavelmente complexa de se resolver e a implemente o projeto. Você poderá fazer um portfólio para mostrar para recrutadores.

Caso você não possua alguma ideia, desenvolva um site com painel administrativo. Desta forma, você conseguirá ter um ótimo aprendizado e também conseguir fazer uma boa apresentação do seu projeto.

5 vantagens de adotar um sistema para Pet Shop

Ser dono de Pet Shop não é das tarefas mais fáceis, sobretudo pelo fato de precisar administrar uma empresa que lida com animais domésticos e, principalmente, com os donos deles.

Dentro desse cenário, o maior desafio é fazer o empreendimento crescer dividindo o tempo de gestão com outros a fazeres, como atendimentos aos clientes, gerenciamento de estoque, controle financeiro, negociação com os fornecedores e até ações de marketing digital.

O sistema também é excelente para quem precisa de uma melhor gestão financeira.

No software, é possível inserir os dados relativos a esse setor e então nunca mais perder prazos de pagamentos de fornecedores, nem arcar com juros de empréstimos ou minar seus lucros com impostos e tributos atrasados.

É possível eliminar de vez essas situações ao adotar um programa de gestão para Pet Shop, pois além de concentrar as informações em apenas um lugar, ele gerara alertas sobre vencimentos, o que permitirá que você se programe para os seus recebimentos e despesas.

5 vantagens de adotar um sistema

1) Otimização do tempo : Um dos grandes benefício de adotar um software de gestão para Pet Shop é que ele vai ser extremamente importante para você otimizar o seu tempo. Quando você faz tudo manualmente e precisa passar todos os dados relevantes para o papel montando planilhas ou preparando documentos, você perde horas valiosas do seu dia. Já quando você adota esse tipo de programa, você automatiza sus processos e passa a ter uma plataforma exclusiva, que permite receber e organizar os dados e as informações da sua empresa, minimizando o tempo desperdiçado e reduzindo erros com lançamentos duplicados e problemas de formatação.

2) Melhoras no atendimento : Todos nos sabemos que os clientes de hoje não é mais o mesmo. Enquanto no passado ele era mais passivo e fiel a um estabelecimento, atualmente ele não hesita em pular para a concorrência caso suas demandas não sejam perfeitamente atendidas. E um software para sua clínica pode ajudá-lo bastante na fidelização do seu público. Ele permite que você lance no sistema tudo aquilo que for relevante sobre seus consumidores, fazendo com que os riscos de erros sejam muitos menores, aprenda a prender seus clientes à você e sua clinica.

3) Economia de recursos : Um software para Pet Shop é muito econômico, especialmente se você pensar a médio e logo prazo. Apesar de demandar um investimento inicial, com o passar do tempo sua empresa não precisara gastar em outros recursos, como papel e tinta para impressoras além de reduzir a perda de clientes e eliminar o retrabalho.

4) Fácil uso : O sistema é construído de modo intuitivo para facilitar a sua compreensão de modo que qualquer pessoa mesmo que não possua amplo conhecimento de como o sistema opera pode fazer um bom uso de ferramentas e obter uma série de outros benefícios para a sua loja bem como os sus clientes.

5) Acompanhamento clínico : Além de seus usos para vendas, o sistema para Pet Shop também tem suas aplicações em clínicas veterinárias, aonde eles pode armazena e acessar prontuários clínicos dos tratamentos realizados anteriormente no animal e assim facilitar os próximos diagnósticos levando em conta o histórico de saúde do animal.

Como Inbound Marketing pode alavancar seu negócio

Longe das propagandas tradicionais que costumamos ver por aí, o Inbound Marketing é uma estratégia que busca cativar o público, oferecendo não uma oferta ou promoção, mas sim, conteúdo de qualidade.

Hoje em dia a informação tornou-se uma moeda de trocas extremamente valiosa, ainda mais em tempos de internet. 

As pessoas querem saber mais sobre os assuntos e, por conta disso, milhões de pesquisas são feitas todos os dias.

Diante disso, já estava na hora das empresas modificarem as suas estratégias de divulgação, levando em conta o novo comportamento dos consumidores. Daí surge o Inbound Marketing.

No post de hoje, vamos falar mais sobre essa estratégia e como você pode usá-la para alavancar seu negócio. 

Continue nos acompanhando!

O que é esse tal de Inbound Marketing?

Também conhecido como “marketing de atração”, o Inbound teve origem em 2009, nos Estados Unidos, com a publicação do livro “Seja encontrado usando o Google, a mídia social e os blogs”, por Brian Halligan e Dharmesh Shah.

Os autores enfatizaram que é possível atrair os clientes por meio de conteúdo relevante, sem interrompê-los, especialmente quando estão navegando na internet.

Na prática, isso significa que ao invés de uma propaganda invasiva sobre um determinado produto, como tacógrafo eletrônico, o Inbound Marketing produzirá um material informativo acerca do equipamento, ressaltando suas características e modos de uso.

Ou seja, o foco não está diretamente ligado às vendas, mas sim, para a conscientização de negócios na internet. 

Desse modo, a fidelização e a captação dos clientes são melhores, enquanto as vendas tornam-se uma consequência.

A estratégia é altamente eficaz, visto que 60% dos clientes afirmam ter uma visão mais positiva sobre a marca, após consumir o conteúdo, segundo pesquisas.

Além do mais, o Inbound Marketing consegue compartilhar informações interessantes a respeito de um produto ou serviço que, em muitos casos, o público nem ao menos conhecia ou sabia que tinha necessidade daquilo.

Por exemplo, ao explicar o que é o jateamento abrasivo, a empresa pode criar um interesse da audiência, especialmente de quem precisa limpar superfícies, mas não fazia ideia do que era o processo de jateamento.

O Inbound Marketing também apresenta muitos outros pontos positivos, entre os quais:

  • Preço de investimento mais barato do que o marketing tradicional;
  • ROI (Retorno sobre Investimento) altamente positivo;
  • Maior atração de visitantes para os websites da empresa;
  • Maior número de conversão de leads (potenciais clientes).

Não é à toa que as empresas estão cada vez mais interessadas no Inbound Marketing. 

Só no Brasil, cerca de 70% dos empreendimentos utilizam a estratégia e esse número só tende a crescer.

Mas, como eu posso aplicar o Inbound Marketing no meu negócio?

Há maneiras muito simples e eficazes para usar o Inbound Marketing na sua empresa. Por isso, se você ainda não aplicou a estratégia no seu negócio, não se desespere.

Abaixo, separamos algumas técnicas que podem te ajudar a produzir materiais com o uso do Inbound Marketing e ter ótimos resultados.

1 – Publicação de artigos em blogs

Os blogs são os grandes aliados na produção e compartilhamento de conteúdo relevante. 

Aliás, eles são as ferramentas mais usadas na estratégia de Inbound e do Marketing de Conteúdo.

De forma resumida, você pode criar artigos sobre seus produtos ou serviços e publicá-los diretamente no blog da empresa. 

Assim, caso você queira falar sobre a instalação de uma rosca transportadora helicoidal, basta escrever um texto interessante ao seu público.

Pesquisas na área de marketing digital apontam que as organizações que usam os blogs conseguem aumentar em 97% o número de visitantes para o website corporativo. 

Por isso, ter um blog é quase que uma prioridade para o Inbound Marketing.

2 – Aplicação do SEO

O SEO (Search Engine Optimization) faz parte de um conjunto de técnicas que ajudam o seu site ou blog a aparecer entre os primeiros resultados de busca no Google, ou em demais buscadores.

A otimização pode ser feita em conjunto com a produção de artigos para o blog, pois uma das características básicas do SEO é o uso de palavras-chave ao longo dos textos, com os termos mais procurados pelos usuários.

Assim, ao tratar de decalque do chassi, por exemplo, você pode usar as palavras-chave mais buscadas e melhorar o ranqueamento da sua página.

Vale dizer que o Google, assim como os outros buscadores, também leva em conta a relevância do conteúdo. 

Por isso, não deixe de produzir algo de qualidade, para que os leitores se sintam atraídos e contemplados com as suas informações.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Onde Encontrar Tradutor Juramentado Italiano?

tradutor juramentado italiano
tradutor juramentado italiano
tradutor juramentado italiano

No processo de requerimento da cidadania italiana, um passo muito importante é encontrar um tradutor juramentado italiano.

Esse profissional é de suma importância para quem quer tirar a dupla cidadania, visto que ele irá fazer a tradução dos seus documentos de forma oficial.

Aliás, esse é um ponto importante, pois é preciso que você saiba, primeiramente, o que é a tradução juramentada e depois conheça o responsável por realiza-las.

Quer saber tudo referente a esse importante assunto no processo para tirar sua cidadania italiana?

Então não deixe de acompanhar esse artigo até o final!

Tradutor juramentado italiano: Onde é possível encontrar um?

O que é tradução juramentada?

Para traduzir documentos para o processo de pedido de cidadania, seja qual for ela, é muito importante realizar a tradução juramentada dos mesmos.

E qual é a diferença desse tipo de tradução para a tradução normal?

A resposta é simples, na tradução normal ou simples, como a que se faz de um artigo, texto ou livro, não há autenticidade comprovada oficialmente na mesma.

Assim, para que ocorra a tradução de documentos para outro idioma, a mesma precisa ser autenticada comprovadamente.

Isso porque é preciso que haja uma garantia de aquilo que está sendo traduzido está realmente correto e é verdadeiro, ou seja, que a tradução de um idioma para outro não teve alterações.

Para que os documentos possam ter esse atestado de autenticidade ou de fidelidade, portanto, é preciso que os mesmos sejam traduzidos por um tradutor oficial.

Esse tradutor é chamado de tradutor juramentado, que é aquele que é aprovado em um concurso público e está apto, portanto, para realizar o processo de forma oficial.

Assim, o próximo passo de saber onde encontrar um tradutor juramentado italiano é, justamente, saber exatamente o que é esse profissional.

O que é um tradutor juramentado?

O tradutor juramentado trata-se daquele profissional que é responsável por realizar as traduções juramentadas, que são traduções oficiais.

Essas traduções são as únicas aceitas para documentos oficiais em processos de cidadania, por exemplo, pois atestam a autenticidade as informações que foram vertidas de um idioma para outro.

Para tornar-se um tradutor juramentado italiano, ou em qualquer outro idioma, é preciso, primeiramente, ser aprovado em um concurso público. O último, no entanto, foi realizado no ano de 2000. Não há previsão para abertura de novo edital.

Esses tradutores devem dominar o idioma estrangeiro em que pretendem especializar-se, e prestar, então, o concurso realizado pelas Juntas Comerciais.

Após serem aprovados, os mesmos precisam estar registrados/cadastrados em uma junta referente ao estado em que reside.

Apenas depois dessas etapas é que o profissional estará, oficialmente, apto para exercer a tradução juramentada.

Onde encontrar tradução juramentada em Santos?

Se você está pensando em requerer sua dupla cidadania italiana e está em buscar de um local para realizar tradução juramentada em Santos, a 4DOC é o local perfeito.

Você poderá encontrar um tradutor juramentado italiano, devidamente cadastrado e registrado na Junta Comercial regional, para fazer a tradução oficial dos seus documentos.

E quais são os documentos que o tradutor concursado deverá traduzir para o italiano para o processo de cidadania?

Esses documentos são:

  • Ficha de cadastro de requerimento (do requerente)
  • Árvore genealógica (do requerente)
  • RG (identidade), CPF, Título de Eleitor, cópia e original de todos (do requerente)
  • Comprovante de residência, que deve ter no máximo 6 meses (do requerente)
  • Certidão de registro civil em inteiro teor, que esteja apostilada, em uma segunda via original, que seja recente e que esteja em bom estado de conservação (do requerente)
  • Certidão de casamento e certidão de óbito, se for o caso (do parente italiano)
  • Certidão de naturalização, caso haja (do parente italiano)
  • Certidão negativa de naturalização, se for o caso (do parente italiano)
  • Certidão de Nascimento ou de Batismo emitido pela Comune Competente ou pela Paróquia local da Comune

Desse modo, todos esses documentos precisam passar pelas mãos do tradutor juramentado italiano e serem validados pela tradução do profissional oficial.

Qual é o preço da tradução juramentada?

Agora que você já conheceu mais sobre o que é a tradução juramentada e o que é o tradutor concursado (no caso, o tradutor juramentado italiano), é hora de saber qual o preço de uma tradução oficial.

A primeira coisa a saber sobre preço tradução juramentada é que o mesmo varia de acordo com alguns fatores, ou seja, em cada tipo de pedido de cidadania pode haver um preço diferente.

Isso porque o primeiro fator a levar em consideração é sobre o número de páginas que será preciso ser traduzido.

Além disso, também conta o tipo de documento que o tradutor juramentado italiano irá realizar a tradução.

Fora isso, os preços também variam de acordo com cada estado, portanto, é preciso verificar os mesmos na Junta Comercial do estado.

De um modo geral, o valor de uma lauda traduzida fica sempre entre R$ 40,00 e R$ 60,00, ou seja, leve essa como uma média aproximada de quanto irá pagar no total.

Conclusão

Como você viu, para traduzir os documentos de forma oficial para o pedido de cidadania italiana, por meio de uma tradução juramentada, é necessário o trabalho de um tradutor juramentado italiano.

Neste texto, você pôde conhecer mais sobre o que é a tradução juramentada e o que é um tradutor juramentado, assim como também onde encontrar um profissional concursado em Santos.

Gostou do artigo de hoje sobre onde encontrar tradutor juramentado italiano?

Se você ficou com alguma dúvida sobre esse assunto, escreva-a abaixo nos comentários para que eu possa ajudá-lo.

Os conceitos de varejo mais inovadores já estão sendo testados agora

O negócio de vender produtos em lojas de varejo está enfrentando muitos desafios. Um dos mais fundamentais é: o que deve ser uma loja de varejo? Isso costumava ser simples – as lojas têm coisas e querem vendê-las. Agora, as mudanças tecnológicas e culturais nos fizeram questionar como isso deveria ser feito. As lojas precisam repensar a melhor maneira de atender os clientes e quais funções uma loja deve atender.

Para que você não pense que as lojas estão indo embora, lembre-se de que ninguém criou um modo mais eficaz para converter navegadores em clientes e criar lealdade à marca do que lojas físicas. Então não, as lojas não estão desaparecendo. Mas eles vão mudar e agora ninguém sabe exatamente como. Vamos ver mais novas idéias, mais experimentação, mais adaptação de conceitos do que nunca.

Por enquanto, as marcas precisam se perguntar:

  • Preciso de lojas físicas próprias ou posso vender meus produtos na loja de outra pessoa?
  • Se eu precisar de minhas próprias lojas, qual o tamanho delas? Na recente conferência de Etail East , Jared Blank, da Bluecore , disse: “O gênio da Bonobos era que as lojas não precisam ter 5.000 pés quadrados em um shopping, elas podem ter 1.000 pés quadrados”. Blank se referia à marca masculina que permite experimentar roupas na loja, mas não possui estoque para vender; tudo o que você compra é enviado a você do armazém após a compra.
  • Quanto estoque uma loja deve ter e como isso deve ser equilibrado com o estoque on-line, de maneira apropriada para cada produto e marca?
  • A manutenção de estoque em uma loja pode ser justificada quando o custo do espaço para exibição e armazenamento é tão alto e existe o risco de que se torne obsoleto?
  • O que mais deveria estar acontecendo nas lojas além de vender coisas?

As respostas a essas perguntas serão diferentes para diferentes tipos de produtos, pneus não são jóias. As respostas que os varejistas encontrarão determinarão seu sucesso ou fracasso. Sua capacidade de experimentar coisas novas criará todos os novos tipos de lojas que ninguém jamais viu antes. Esse é um grande desafio para os varejistas, mas para os consumidores é divertido e interessante vê-lo evoluir.

Recentemente, conversei com várias empresas cujos serviços e funções complementam, competem e desafiam o que as lojas sempre fizeram. Todos eles são inovadores e interessantes e para onde vai agora dependerá, em última instância, dos consumidores.

Casas a venda com piscina: quais os cuidados?

Quando um imóvel tem uma piscina, isso é considerado um grande diferencial. Afinal, ter uma área externa em que é possível curtir o sol, convidar amigos e se refrescar, é incrível. Mas, quando começar a buscar casas a venda que tenham piscina, você não deve deixar alguns cuidados de lado.

Quando o imóvel fica em condomínio, normalmente já existe uma equipe responsável pelos cuidados com a piscina e por impor algumas restrições. Já quando a piscina está em uma casa, normalmente essa manutenção é feita por conta própria pelo proprietário. E é nessa hora em que você precisa ter cuidados, devido aos produtos que água da piscina deve receber, já que um erro pode ocasionar muitos problemas.

Cuidados com casas a venda com piscina

Se você está em busca de casas para alugar que tenham piscina, você deve estar atento ao estado da piscina. Comprador e vendedor devem conversar sobre os detalhes do local de lazer, para que depois que o negócio for fechado, não apareçam problemas.

Preste atenção em detalhes como:

  • Tipo da piscina;
  • Proteção dos mecanismos de aspiração de água;
  • Aplicação dos produtos de higiene da piscina;
  • Se a bomba e o filtro estão funcionando de forma correta.

Com relação aos tipos de piscina, as que são de fibra de vidro mancham com maior facilidade se há aplicação exagerada de cloro. Já as de vinil podem ser perfuradas com mais facilidade, e as de alvenaria – que podem ser feitas com azulejos, pastilhas ou pedras – acumulam sujeira mais facilmente.

Piscinas em apartamentos

Casas a venda que tenham piscina exigem os cuidados que acabamos de falar, o que já não acontece com os apartamentos. Pois, normalmente todos os moradores do prédio possuem fácil acesso as informações relacionadas à piscina, como os dias em que é feita a limpeza e manutenção.

Neste cenário, todos também devem estar cientes de eventuais interdições, regras com relação ao uso da piscina e como deve ser mantida a harmonia entre os moradores. Todos esses detalhes são decididos em assembleia.

Pode ser definido, por exemplo, o horário de acesso à piscina e se convidados tem o direito de usá-la. E é bom lembrar que o  síndico tem poder de suspender qualquer combinado firmado na assembleia, e assim podem ficar até ser marcada uma nova reunião para discutir o assunto.

Cada condomínio possui regras exclusivas, assim como os direitos e deveres, mas algumas normas são mais comuns. Por exemplo:

  • A proibição do uso da piscina durante a madrugada;
  • Placa de identificação de profundidade;
  • Crianças menores de 5 ou 6 anos só podem frequentar a piscina acompanhadas;
  • Convidados só podem utilizar o local com autorização;
  • Ter exame médico em dia;
  • Respeitar dias e horários de manutenção.

Se você está em busca de casas para alugar ou apartamentos em condomínios que tenham piscina, deve tirar todas as suas dúvidas com o locador e, até mesmo, o síndico. Só assim você pode se prevenir e não ser surpreendido com normas ou situações que não esperava.

Esperamos que tenhamos tirado suas dúvidas sobre o tema! Continue nos acompanhando para mais conteúdos sobre o universo imobiliário, até a próxima!

Como cuidar de um Golden Retriever

O Golden Retriever ativo é um turbilhão que gosta de brincar e geralmente adora lama ou água. O fato dele levar para casa muita sujeira dos passeios é bem conhecido pelos proprietários da raça.

Conteúdo indicado: Filhotes de Golden Retriever

Como cuidar do pêlo dos Golden Retrievers

A pelagem densa, macia e impermeável do Golden Retriever é bastante fácil de cuidar, mas deve ser escovada regularmente e estar livre de sujeira. Se houver rebarbas e emaranhados, você deve cortar.

Você pode usar pente e escova para desembaraçar o pelo. Um pano úmido ajuda a limpar a área da cabeça e dos olhos. 

A escovação regular ajuda na remoção de partículas mortas da pele. Se a sujeira é muito persistente, as vezes  apenas um banho pode resolver. Água quente e shampoo para cães ajudam você a limpar seu animal de estimação.

Cuidados com as patas, olhos e ouvidos do cão

Olhos e ouvidos devem ser verificados regularmente quanto à limpeza e uma aparência saudável. Se necessário, limpe a área dos olhos com um pano umedecido com água morna. 

Até sujeira mais grossa nas orelhas pode ser limpa com um pano, mas nunca com um cotonete. Em caso de alterações ou sensibilidade à dor, consulte um veterinário para obter orientação. O mesmo se aplica a alterações na área dos dentes e gengivas.

Além disso, você pode cuidar do seu cão verificando regularmente as unhas e patas e aparando o pelo entre as pontas dos pés, para que ele não leve tanta sujeira para casa.

O que considerar ao escolher um plano de saúde para idosos

Nessa fase da vida é preciso ter ainda mais cuidado, o momento de escolher um plano de saúde é muito importante, pois precisamos optar pelo que melhor se enquadre diante das necessidades. Saiba o que considerar ao escolher um plano de saúde para idosos.

Analise as reais necessidades

Antes de contratar um plano é necessário analisar as necessidades do idoso, observando o atual estado de saúde e as doenças que são preexistentes, como exemplo, hipertensão arterial, além disso, o uso dos medicamentos, quais os últimos exames ou procedimentos realizados e o tempo no qual o mesmo fora hospitalizado.

Pesquise sobre as principais coberturas

Pesquisar quais são as principais coberturas do plano de saúde para idosos é de total importância. Qualquer plano deve ter ao menos a cobertura ambulatorial para realização dos exames, consultas e tratamentos. Cobertura em casos de internação, consultas com odontologista e referência (enfermaria, atendimento ambulatorial e outros).

Ter um plano com atendimento ambulatório é imprescindível para que o acompanhamento de rotina possa ser realizado, além do atendimento hospitalar para possíveis cirurgias. A parte do tratamento odontológico pode ser um diferencial.

Carência

O tempo de carência para poder utilizar os serviços deve ser apresentado ao contratante. De acordo com a lei brasileira, os planos têm até 24 horas para realização dos procedimentos que exigem urgência e até 24 meses para o tratamento das condições preexistentes. Mas, há planos que oferecem períodos menores.

Pagamento – Fator moderador

Há planos que disponibilizam o pagamento da mensalidade com um valor mais baixo, devido ao fator moderador, o qual consiste no pagamento de uma porcentagem dos valores cobrados pelos procedimentos e consultas. Para quem tem doenças crônicas, esse pode ser um ponto interessante, devido a alta frequência nas consultas médicas.

Oferta de serviços a domicílio

Alguns dos planos de saúde para idosos também tem essa opção para os que possuem dificuldades para se locomover, idade avançada e outros.

Esse tipo de serviço conta com as orientações em relação aos cuidados que devem ser realizados após alta do hospital e diagnóstico. O plano atuará como um Home Care, o qual oferece serviços ambulatoriais em casa.

Descontos e serviços

Os planos de saúde para idosos vivem em competição no mercado, por esse motivo podemos encontrar descontos e serviços atrativos, como exemplo, desconto na compra de remédios, equipamentos hospitalares, cadeiras de roda, academias, lojas que comercializam produtos naturais, farmácias e diversos outros.

Considerando o valor gasto nessa fase da vida, os descontos, mesmo que de 10%, por exemplo, podem fazer uma enorme diferença ao longo do tempo, contribuindo para aliviar a sua situação financeira diante dos gastos com remédios e procedimentos médicos. Além disso, ainda facilitam o acesso para prática de exercícios físicos, o que melhorar muito a saúde, como é no caso dos descontos em academias.

Escolher o plano de saúde para idosos ideal deve ser uma escolha bem pensada e analisada, pois temos que contratar os melhores e mais completos serviços, o qual nos proporcione um ótimo custo-benefício diante das necessidades do idoso.