Como saber a operação da conta?

Já se deparou com a situação de não saber o código banco na hora da transferência bancária? Ou então sequer sabe o que é esse código? Nesse texto vamos explicar tudo o que você precisa saber para realizar transferências sem empecilhos.

Afinal, o que é código banco?

Você precisa pagar alguém e na hora da transferência estava solicitando o código banco, mas você não sabia o que era esse tal de código. Bom, o código banco é o número da operação da conta, ou seja, o número que identifica para qual banco você está querendo transferir o dinheiro.

Cada banco possui seu próprio número, o qual foi determinado pelo Banco Central quando o mesmo percebeu que as instituições bancárias estavam crescendo e se expandindo. Dessa forma, podemos encarar esse código como o número do RG do banco, é um código único de três dígitos para um único banco.

Esse código só é solicitado quando a transação bancária é feita de um banco para outro, ou seja, se você quiser transferir, por exemplo, da Caixa para o Santander.

Onde encontro o código banco?

Já sabemos que para realizar um TED ou DOC para outra instituição bancária, é necessário informar o código banco, mas como saber qual o código?

Quando você for transferir via aplicativo ou internet o campo a preencher irá disponibilizar uma lista completa na qual você poderá encontrar o banco que procura junto com seu respectivo código. Caso você não encontre na lista, provavelmente será pelo motivo de que a instituição buscada não possui o código COMPE, que é esse código de três dígitos ao qual estamos nos referindo.

Caso o número não seja informado, você terá que buscar pelo código ISPB dele no próprio aplicativo ou meio que estiver usando, se houver a opção, ou então realizar uma busca rápida na internet. O ISPB é basicamente a mesma coisa, porém seu código é formado por oito dígitos, o qual também corresponde à identificação do banco, apenas não é tão utilizado como o outro.

Lista de código banco COMPE e ISPB

Com a expansão do mercado financeiro, muitas instituições bancárias acabam surgindo com cada vez mais novas tecnologias e facilidades. A seguir disponibilizamos uma lista sobre os principais bancos, físicos e digitais, e seus respectivos códigos COMPE e ISPB.

  • Banco Santander: 033 ou 90400888
  • Banco Bradesco: 237 ou 60746948
  • Banco do Brasil: 001 ou 00000000
  • Banco Itaú – 341 ou 60701190
  • Nubank: 260 ou 18236120
  • Citibank: 745 ou 33479023

Jason Derulo diz que o tamanho do seu pênis deve ser reduzido nas cenas do filme

O cantor falou novamente das suas partes privadas, agora numa entrevista sobre uma adaptação de um clássico da Broadway…

Jason Derulo falou novamente sobre o tamanho do seu pênis, desta vez em uma entrevista sobre o filme “Cats”, uma adaptação de um clássico da Broadway com um cantor e Taylor Swift no elenco, prevista para ser lançada no dia 25 de dezembro no Brasil.

Em uma entrevista com Andy Cohen, apresentador de rádio Sirius XM, Derulo disse que seu tamanho do pênis havia sido alterado por uma equipe de efeitos visuais, o que aparentemente eliminou o “conteúdo” que desempenhou um papel tão importante na Instagram recentemente.

“Eles apagaram o meu pênis durante a edição. Eu notei isso”, reclamou ele. A estação também perguntou se era seguro, e o cantor indicou, “125 por cento”. Eu vi na caravana, sem dúvida.”

Em novembro, Derulo protestou contra a censura da Instagram em um de seus quadros com os óculos escuros mais quentes, o que chamou muita atenção para o volume de suas partes privadas e até os chamou de “Anaconda”.

Chocado com a plataforma para remover a imagem, Derulo lançou uma nova publicação e se defendeu: “O que é isso? Eu estou numa meia. Não é culpa minha ter o tamanho do meu pênis.

Depois de remover a imagem da rede social novamente, o cantor a modificou colocando um cachorro-quente sobre ela: “Está melhor?” ele escreveu.

Olha para isto:

View this post on Instagram

Is this better? 😂

A post shared by Jason Derulo (@jasonderulo) on

Os 4 maiores bancos do Brasil

Os maiores bancos do Brasil são assim considerados não apenas pelo seu lucro e capital, mas também pela presença, importância no mercado e crescimento.

Tudo isso, é claro, reflete na receita de cada banco, além disso valorizam outros pontos, como por exemplo suas ações na bolsa de valores.

Nesse texto vamos te apresentar os 4 maiores bancos do Brasil e os dados apresentado por cada um no ano de 2019.

Itaú: 1º colocado entre os bancos do Brasil

O Itaú é uma multinacional criada no Brasil que hoje conta com mais de 50 milhões de clientes distribuídos nas mais de 4900 agência por todo o Brasil e pelo mundo, ainda oferece 47000 caixas eletrônicos e conta com o trabalho de 99.661 colaboradores.

NO ano de 2018 o lucro líquido do banco foi de 25,7 bilhões de reais e o patrimônio líquido do Itaú está estimado em 119,8 bilhões de reais.

Banco do Brasil:

O Banco do Brasil foi o primeiro banco criado no Brasil, por isso é considerado um dos principais bancos do Brasil.

O Banco do Brasil hoje tem presença em diversos países europeus e da América e conta com 96.889 funcionários.

São mais de 52,7 milhões de clientes distribuídos em 4722 agências, o Banco do Brasil trabalha com um plano para tornar seus processos online e por isso tem bem menos agências que outros grandes bancos do Brasil.

Bradesco:

O BRadesco é um banco brasileiro que hoje dispõe de agências espalhadas por todo o Brasil e também internacionalmente, conta com 99.792 funcionários para atender seus mais de 24 milhões de clientes

O lucro líquido do banco no terceiro trimestre de 2019 foi de 6,5 bilhões de reais. O crescimento do Bradesco está justamente relacionado com o avanço nos serviços online e na criação de novas contas digitais.

Caixa Econômica federal:

A Caixa Econômica Federal é um banco com ligação direta com o governo e projetos sociais, mas além disso oferece todas as atividades tradicionais referentes aos serviços bancários.

Hoje a Caixa conta com 84 952 funcionários distribuídos entre as mais de 4200 agências presentes em todo o Brasil.

São mais de 95 milhões de correntistas e um lucro líquido de 8 bilhões de reais no terceiro semestre de 2019.

Assim como os demais bancos do Brasil, a Caixa vem investindo cada vez mais em contas e processos digitais, tudo para atrair e fidelizar seus correntistas.

           

hélio renato laniado fala sobre finanças pessoais

helio-laniado-doleiro

Convidamos o renomado especialista em investimentos Helio Laniado para falar da importância de  separar finanças da empresa das suas economias pessoais. Confira nosso super artigo e saiba como fazer isso da forma correta.

hélio laniado dolar

Para Hélio Renato Laniado, separar as finanças da empresa das pessoais é vital para que o negócio prospere, caso contrário, existe o risco de criar confusões no caixa, gerar dificuldades de avaliação sobre a real situação econômica da companhia e ainda ter problemas com o fisco.

Para evitar isso, segundo Helio Laniado deve-se buscar meios de isolar o que é seu do que é do empreendimento, ação essa que deve ser feita tanto em relação às receitas quanto em referência às dívidas e obrigações. A orientação vale para gestores, investidores e empreendedores que são os que costumam ter contato direto com o capital da empresa.

Adiante, explicamos como você pode fazer isso e ainda listamos algumas dicas para melhorar a gestão e o planejamento financeiro do seu negócio. Não deixe de conferir!

Qual é a importância de separar finanças da empresa das finanças pessoais

Segundo Helio Laniado, separar as finanças da empresa do que você precisa para adquirir bens, pagar contas ou mesmo do seu salário é fundamental para evitar descompassos na gestão econômica da companhia. Afinal, tirar dinheiro do bolso ou pegar recursos do caixa prejudica o empreendimento porque mascara os resultados.

Em outras palavras, essas atitudes podem passar a impressão de que ele está no azul, quando apresenta prejuízo, ou que se encontra em dificuldade econômica quando, na verdade, está gerando lucro.

Também é possível evitar a perda de controle econômico e a falta de visibilidade em relação à realidade interna dos gastos da empresa. Isso significa que, no final do mês, você saberá melhor se a empresa bateu as metas, obteve ganhos, gerou muitas despesas, etc.

Outro risco é com relação à fiscalização, já que confusões geradas por conta dessa mistura de pessoal e empresarial podem passar a impressão de que há irregularidades na companhia, como tentativas de ocultar recursos. Consequentemente, sua organização pode ser multada e ainda sofrer outras sanções previstas em lei.

Você também pode ficar impossibilitado de conseguir financiamento de terceiros com instituições financeiras ou mesmo potenciais investidores devido a incoerências nos controles e demonstrativos da sua empresa. Isso pode ocasionar a perda de oportunidades, dificuldades de expansão por falta de capital de giro e estagnação do negócio.

Qual é a forma correta de gerir o dinheiro que entra na empresa?

helio laniado doleiro

Não existe bem uma forma correta de gerir o dinheiro que entra na empresa, mas há dicas que podem ajudar a organizar as finanças e otimizar o gerenciamento de receitas e obrigações. Veja algumas:

1) Faça o controle de fluxo de caixa — esse instrumento serve para organizar as entradas e saídas de valores no seu negócio;

2) Monte reservas financeiras — lembre-se de juntar fundos em momentos de prosperidade para que você consiga superar com mais facilidade as dificuldades. As reservas devem ser tanto da empresa quanto pessoais, pois isso evita que você pegue dinheiro do empreendimento em um apuro;

3) Adote indicadores financeiros — esses instrumentos fornecem informações mais concretas para você basear suas decisões econômicas, uma vez que retratam, em forma de números, os resultados e o desempenho da empresa.

Como separar as contas da empresa das pessoais?

Para Hélio Renato Laniado, a primeira coisa que você pode fazer é limitar seu acesso ao caixa da organização, estipulando períodos determinados para isso. Também procure separar todos os cartões de crédito e de débito, além das contas bancárias suas e da empresa.

Essa ação é fundamental para que você consiga se disciplinar, já que é mais fácil se perder em relação ao que é seu e ao que é do empreendimento quando os meios de movimentar recursos são os mesmos.

Encarregar um ou mais funcionários de sua confiança para gerir os montantes do negócio e realizar o acesso junto a você é outra solução, já que precisará convencê-los da necessidade de tirar ou incluir uma quantia. O mesmo pode ser feito com um contador que deverá ser seu aliado, enquanto você se organiza para deixar as duas contas devidamente separadas.

Lembre-se, ainda, de adotar ferramentas de gestão financeira que otimizam o controle das finanças e facilitam a administração dos recursos da empresa. O melhor é um sistema ou aplicativo, já que planilhas podem gerar confusões à medida que aumenta o volume de dados registrados. Essa prática, inclusive, pode gerar resultados já no curto prazo, o que é algo positivo e gera motivação para manter a disciplina.

Qual é o papel do pró-labore?

Para parar de pegar o dinheiro da empresa com o objetivo de cobrir gastos pessoais, lembre-se de definir um pró-labore que atenda às suas necessidades. Esse é o nome dado ao “salário do empresário”, ou seja, o rendimento efetivo que você receberá mensalmente da sua organização pelos serviços que você presta a ela (gestão).

No entanto, seja realista e tome cuidado para não tirar mais do que a empresa é capaz de fornecer — e, por consequência, fazê-la passar por apertos financeiros. Uma dica é estipular o valor a receber com base na média que é paga no mercado para o tipo de cargo que você ocupa (normalmente de liderança).

Como se organizar financeiramente para ver a empresa crescer?

Além de seguir as dicas acima para ter dinheiro para investir na inovação e ampliação da sua empresa, é importante contar com um modo de conseguir recursos para aproveitar oportunidades de crescimento. Uma dica é o empréstimo coletivo, uma alternativa de crédito mais viável e menos custosa do que as opções tradicionais do mercado.

Ele é concedido por meio de uma plataforma tecnológica que aproxima pessoas interessadas em aplicar recursos (investidores) de empreendedores que necessitam de capital. Eles, por sua vez, podem aplicar o montante obtido em reformas em seus empreendimentos, melhorias nas instalações ou mesmo expansão das operações de suas empresas.

Além disso, busque formas de se capacitar na área, prezando por uma boa educação financeira. Também lembre-se de estabelecer objetivos e metas pessoais e empresariais. Dessa forma você poderá buscar meios para alcançá-los, o que geralmente envolve se organizar melhor economicamente e separar finanças da empresa das suas contas pessoais.


Agora que você já sabe sobre como se organizar melhor do ponto de vista econômico e consegue separar as finanças da empresa das contas pessoais, que tal descobrir qual é a importância de um fluxo de caixa para o seu negócio? Gostaram do artigo escrito pelo renomado Hélio Laniado? Então deixe logo abaixo seu comentário!

* Hélio Renato Laniado possui mais de 10 anos de experiência no mercado financeiro, tendo auxiliado milhares de investidores a investir melhor seus recursos e é o criador do Blog Hlinvestimentos (site de educação financeira independente).

STRING BOX Energia Solar OnGrid de Médio Porte

No vídeo de hoje eu quero mostrar para você uma string box para um sistema fotovoltaico On Grid de médio porte, estou fazendo esse trabalho já há um tempo, sempre eu estou montando string box em parceria com a Panda Energia Solar. Eu costumo não trazer esse tipo de vídeo aqui para o canal porque acaba dando aquela impressão de que eu tô fazendo um vídeo só para fazer publicidade, para fazer propaganda, o que não é verdade!

Porém dessa vez eu decidi trazer e mostrar para você que acompanha o canal como que é uma string box para um sistema de médio porte, tem uma quantidade boa de placas, vão ser dois inversores, eu vou falar agora para você o que realmente vai ser composto nesse sistema e eu vou mostrar bem de pertinho como que está a montagem dessa string box, eu não vou mostrar montando passo a passo, mas acredito que vai servir para você ter uma boa base e uma noção bastante interessante de como que é uma string box desse tipo, e existem várias formas de montar string box, cada string box é exclusiva para o sistema que ela foi projetada.

Então existem aí maneiras de ligar em série, é em paralelo os porta-fusíveis, eu ligo tudo no porta fusível, faço a derivação para seccionadora, ligo na seccionadora faço a derivação para os porta-fusíveis, depende, existe uma série de maneiras de ligar, eu não vou entrar a fundo, na verdade eu nem vou abordar como que é feito essas ligações. Agora, eu quero falar para você qual é o sistema que essa spring box vai ser empregada, que na verdade são duas, tem uma aqui que eu coloquei na parede aqui para ficar fácil para você visualizar e tem uma outra lá fora, as duas é a mesma montagem exatamente igual.

A diferença é que uma é para um inversor de 50k, 50 kW, e a outra é para o inversor de 60 kW, então dá para perceber que é um sistema aí de médio porte, são 110 kW de geração, de produção aí com base nos inversores. No inversor de 50 kW será ligado 132 placas de 325w. Esse inversor ele tem 12 entradas e ele tem dois MPPTs completamente separados e cada MPPT tem suas entradas específicas e dentro ele faz um barramento e liga isso tudo em paralelo.

Inversor

O segundo inversor é exatamente igual, mesma marca, do mesmo jeito, a diferença é que é de 60 kW e nesse vai ser ligado 168 placas de 325w, também com doze entradas, e a nossa string box ela vai ter 12 entradas e 12 saídas, só que eu vou fazer um misto de série/paralelo, e como seria isso?

As Strings para On Grid geralmente são todas ligadas em série, só que eu vou trabalhar com 3 string em série e vou juntar elas em paralelo aqui na string box e vai ser derivado a saída para cada entrada específica do MPPT lá no inversor. Agora eu quero convidar você a chegar um pouco mais perto aqui, eu vou deixar a string box um pouco mais ampliada na tela e detalhada para você ver de pertinho a ligação de uma range dessa string box e tudo que você vê nessa é replicada para as outras, então nós temos aqui praticamente 4 string box, um único painel; vem comigo aqui!

Estamos aqui com a câmera focada na nossa string box, eu vou explicar para você que acompanha o vídeo como tá a disposição aqui. O que você tá vendo aqui é replicado para mais 3, tem uma na parte de cima, essa é a segunda, aqui mais abaixo a terceira, depois temos a quarta aqui, então cada jogo desse é uma string box.

Nesse lado aqui nós temos os porta fusíveis, então nós temos aqui três porta fusíveis que é referente ao positivo, 3 porta fusíveis que é referente ao negativo, uma chave seccionadora, o DPS, e aqui nós temos três bornes para saída positiva e 3 bornes para saída negativa, certo? Isso daqui vai ser ligado em uma das entradas do controlador de carga, isso aqui seria ligado no DC 2 do controlador de carga do inversor no caso, né?

Que o inversor On Grid também tem controlador de carga, tá? Então isso aqui vai ser ligado no DC 2. Por que que nós temos 3 porta fusíveis positivos e 3 negativos? Porque eu vou ligar em cada porta fusível uma string box, então no primeiro sistema lá que a gente tem que é um inversor de 50 kW são 132 placas, nós temos 12 entradas aqui, e aí nós vamos ter em cada porta… cada par de porta fusível um porta fusível positivo e um negativo, nós vamos ter 11 painéis entrando nesse daqui em série, então vai vir 11 painéis em série nesse, mais 11 em série nesse, mais 11 em série nesse, então vai entrar separado aqui embaixo cada um, então entra 3 string em série positivo, 3 string em série negativo, e aqui na parte de cima eu fecho um paralelo com o pente daqueles pentes de cobre para ligação de painéis, a gente fecha em paralelo e sai dois condutores de 6 mm de cada um deles e vem para entrada da minha seccionadora.

Sai da nossa chave seccionadora e é ligado tanto positivo quanto negativo para poder ir na entrada do nosso inversor de forma separada, então vão sair três fios. Por que que é feito dessa maneira aqui?; para eu poder ter uma divisão entre cada condutor, então se eu tiver passando por exemplo 30 amperes aqui, em teoria eu vou ter 10 amperes para cada condutor entrando no inversor, e o inversor ele pede que seja feito dessa forma, esse inversor ele tem um manual bem completo e nele dá alguns exemplos de como tem que ser ligado essa string box, e aqui eu fiz ela com base em um dos exemplos que o fabricante do inversor pede para que seja feito, então dessa forma aqui nós temos uma string box para 3 Strings de placas, então são 3 strings de placas de 11 placas cada uma, aí a gente calcula aqui: (3*11) = 33 placas para cada string, (33*4) = 132 placas no total para o inversor de 50k.

Então é bem fácil de entender aqui a ligação de uma string box e por final nós temos aqui o nosso DPS. DPS que tem positivo ou negativo e o terra aqui no meio, então esse fio verde e amarelo que vai para aterramento vai ter um barramento de terra na parte de baixo, tudo ligado nesse barramento; positivo do DPS vêm aqui em uma parte do barramento de saída e o negativo na outra parte do barramento de saída negativo, e o DPS ele tá ligado depois do porta fusível, o DPS sempre tem que ser ligado após o dispositivo de proteção, porque se ele vier a atuar, ele vai entrar em curto aqui dentro e ele acaba fechando um curto, e isso faz com que o dispositivo de proteção atue, no caso o fusível, vai abrir o fusível para romper o fusível, eu já vi por aí muitas string box sendo montada e o DPS ligado antes do porta fusível, antes do disjuntor, e se ele vier a atuar, o que que vai acontecer?

Ele vai fechar um curto nas suas placas e isso é um problema sério, então quando você liga depois, na hora que ele fecha um curto aqui, é como se você juntasse esses dois fios positivo e negativo depois do porta fusível, as placas estão aqui, você fechou curto aqui, você vai ter uma circulação grande de corrente, vai abrir o fusível ou desarmar o seu disjuntor, e aí o seu dispositivo, seu sistema está protegido, e você vai verificar aqui que o DPS vai ficar vermelho e a gente sabe que atuou a proteção dele, então basta você trocar o cartuchinho aqui do DPS por um novo. Então essa é a forma que foi feito essa string box, não tem como eu falar para você que essa é a melhor melhor maneira de ser feito, essa é a melhor maneira para o inversor que está sendo utilizado, para a topologia que está sendo utilizado. Então vale você estudar bastante sobre o assunto e entender realmente como que funciona e montar de acordo a tua necessidade, de acordo com o projeto, de acordo com o que pede o manual do inversor ou de acordo com o projeto que o engenheiro vai fazer para você.

Para esse sistema, essa foi a melhor forma, então nós temos a entrada (aqui recapitulando), temos a entrada das placas positivo e negativo, então vão ser três strings separadas, por isso em série, entra no nosso porta fusível, sai do porta fusível, vem para nossa chave seccionadora, sai da seccionadora vem para os bornes de saída e o DPS está ligado depois do porta fusível, e quando eu fizer o seccionamento aqui eu acabei de ligar a minha string box e vou ter tensão aqui e vou ter tensão na entrada do inversor, quando eu precisar fazer qualquer tipo de manutenção eu vou seccionar a minha chave, desliguei, cortei, não tenho mais energia circulando, eu posso trabalhar de forma tranquila, de forma sossegada. Essa é a string box que vai ser instalada provavelmente esse final de semana nesse sistema e vai ser mais uma empresa gerando sua própria energia, reduzindo o custo com energia elétrica, se você gostou dessa aula, gostou desse vídeo, gostou das explicações, não se esqueça de deixar aquele like e comenta aqui embaixo nos comentários desse vídeo a sua experiência com string box, se sanou alguma dúvida, caso você tenha mais alguma outra dúvida também deixe nos comentários que eu posso estar fazendo mais vídeos abordando um pouco mais afundo esse tema.

Como limpar janelas de vidro sem deixar manchas

Você já perdeu 10 minutos limpando uma janela apenas para perceber que acabou com mais manchas do que quando começou? Apesar dos nossos melhores esforços, essas manchas são difíceis de evitar. 

Se você está pensando em como limpar os vidros das janelas sem deixar vestígios, nosso guia de cinco etapas contém dicas e truques úteis que farão com que brilhem rapidamente.  

Dicas especiais para limpar janelas de vidro

Limpar janelas de vidro é um daqueles trabalhos que podem ser facilmente subestimados. No entanto, mesmo um pouco de sujeira pode afetar a quantidade de luz que entra em sua casa. Portanto, tente fazer uma boa limpeza por dentro e por fora, várias vezes ao ano, especialmente se você mora perto de uma rua movimentada.  

Primeiras coisas primeiro: reúna seus ajudantes, quanto mais mãos, melhor. Depois, junte seus utensílios; Aqui, mostramos o que usar para limpar as janelas: 

·         Uma escova seca 

·         Balde de água quente com sabão ou spray para limpar as janelas 

·         Uma grande esponja 

·         Limpador de vidro 

·         Panos para limpeza profissional

Dica: Para remover marcas de graxa, esfregar ou polir, as toalhas de cozinha absorventes são ideais: elas são resistentes, mesmo molhadas!

Prepare as janelas para limpeza  

A melhor maneira de limpar as janelas sem deixar manchas é fazê-lo em um dia nublado, uma vez que a luz direta do sol seca suas janelas muito rapidamente, deixando traços. 

Prepare cada etapa antes de começar: amarre as cortinas ou levante as persianas e remova todos os objetos que estão no parapeito da janela. Em seguida, pegue uma escova seca e varra os cantos da moldura da janela e os móveis ao redor para remover toda a poeira e sujeira.  

Use um pedaço de toalha de cozinha para remover marcas de gordura ou impressões digitais e depois jogue-o na lixeira. As toalhas de cozinha são preferíveis nesse estágio, pois evitam que a graxa seja passada para panos ou esponjas (que, por sua vez, podem espalhar a graxa para outras áreas da janela).  

Como limpar o vidro da janela

Depois de preparar as janelas para limpeza, use uma esponja e água quente com sabão (ou um spray de limpeza) para remover qualquer sujeira do vidro. Para obter melhores resultados, remova o excesso de água com o limpador de vidro, começando da parte superior da janela para baixo em um movimento em forma de “S”. Certifique-se de limpar a borda do limpador de vidro constantemente com uma toalha de cozinha para evitar retornar sujeira à janela.  

Remova qualquer vestígio de água 

Remova o líquido de limpeza que permaneceu na janela com um pano úmido. Trabalhe em pequenos círculos ou pinceladas de cima para baixo da janela até que o vidro esteja limpo. Limpe também a moldura e o peitoril da janela para prender qualquer líquido que possa estar vazando e seque completamente com uma toalha de cozinha.  

Dica: Se você está procurando uma solução natural para limpar janelas, vinagre e suco de limão também podem ajudar a remover a gordura e as manchas do vidro. Adicione um pouco de água à solução e mergulhe o pano nela antes de limpar os vidros das janelas.

Polimento para obter muito brilho

O segredo de limpar as janelas sem deixar manchas é polir. Procure um par extra de mãos (um amigo, seu parceiro ou os filhos) e um par de panos de microfibra.

Agora você sabe como limpar o vidro da janela muito sujo sem deixar manchas. Suas janelas brilharão quando o sol nascer e sua casa ficará mais iluminada!

O que considerar ao escolher um plano de saúde para idosos

Nessa fase da vida é preciso ter ainda mais cuidado, o momento de escolher um plano de saúde é muito importante, pois precisamos optar pelo que melhor se enquadre diante das necessidades. Saiba o que considerar ao escolher um plano de saúde para idosos.

Analise as reais necessidades

Antes de contratar um plano é necessário analisar as necessidades do idoso, observando o atual estado de saúde e as doenças que são preexistentes, como exemplo, hipertensão arterial, além disso, o uso dos medicamentos, quais os últimos exames ou procedimentos realizados e o tempo no qual o mesmo fora hospitalizado.

Pesquise sobre as principais coberturas

Pesquisar quais são as principais coberturas do plano de saúde para idosos é de total importância. Qualquer plano deve ter ao menos a cobertura ambulatorial para realização dos exames, consultas e tratamentos. Cobertura em casos de internação, consultas com odontologista e referência (enfermaria, atendimento ambulatorial e outros).

Ter um plano com atendimento ambulatório é imprescindível para que o acompanhamento de rotina possa ser realizado, além do atendimento hospitalar para possíveis cirurgias. A parte do tratamento odontológico pode ser um diferencial.

Carência

O tempo de carência para poder utilizar os serviços deve ser apresentado ao contratante. De acordo com a lei brasileira, os planos têm até 24 horas para realização dos procedimentos que exigem urgência e até 24 meses para o tratamento das condições preexistentes. Mas, há planos que oferecem períodos menores.

Pagamento – Fator moderador

Há planos que disponibilizam o pagamento da mensalidade com um valor mais baixo, devido ao fator moderador, o qual consiste no pagamento de uma porcentagem dos valores cobrados pelos procedimentos e consultas. Para quem tem doenças crônicas, esse pode ser um ponto interessante, devido a alta frequência nas consultas médicas.

Oferta de serviços a domicílio

Alguns dos planos de saúde para idosos também tem essa opção para os que possuem dificuldades para se locomover, idade avançada e outros.

Esse tipo de serviço conta com as orientações em relação aos cuidados que devem ser realizados após alta do hospital e diagnóstico. O plano atuará como um Home Care, o qual oferece serviços ambulatoriais em casa.

Descontos e serviços

Os planos de saúde para idosos vivem em competição no mercado, por esse motivo podemos encontrar descontos e serviços atrativos, como exemplo, desconto na compra de remédios, equipamentos hospitalares, cadeiras de roda, academias, lojas que comercializam produtos naturais, farmácias e diversos outros.

Considerando o valor gasto nessa fase da vida, os descontos, mesmo que de 10%, por exemplo, podem fazer uma enorme diferença ao longo do tempo, contribuindo para aliviar a sua situação financeira diante dos gastos com remédios e procedimentos médicos. Além disso, ainda facilitam o acesso para prática de exercícios físicos, o que melhorar muito a saúde, como é no caso dos descontos em academias.

Escolher o plano de saúde para idosos ideal deve ser uma escolha bem pensada e analisada, pois temos que contratar os melhores e mais completos serviços, o qual nos proporcione um ótimo custo-benefício diante das necessidades do idoso.

Máquina de cartão: conheça as máquinas com menores taxas

Nos dias de hoje, se você tem um negócio, algo essencial é trabalhar com diversas formas de pagamento. Afinal, você não pode perder vendas por não aceitar uma forma de pagamento que o cliente possui. Com o intuito de te ajudar a aceitar as mais variadas formas de pagamentos possíveis, nós vamos te mostrar as máquinas de cartão disponíveis no mercado e destacar aquelas que possuem menores taxas.

Conheça as máquinas de cartão com menores taxas

Atualmente, são muitas as empresas que oferecem o serviço de máquina de cartão. E existem empresas que vendem as máquinas e não é necessário o pagamento de aluguel das mesmas, você compra e a máquina de cartão é sua. Porém, o que você precisa avaliar ao adquirir uma dessas máquinas, são as taxas referentes as vendas realizadas. Separamos algumas opções para que você possa avaliar de acordo com o tamanho do seu negócio, veja a seguir e compare:

SumUp Top

A maquininha SumUp Top é ideal para pequenos negócios. Ela funciona via internet móvel ou wi-fi. A máquina aceita as principais bandeiras de cartões, mas não é recomendada para estabelecimentos alimentícios, pois, não aceita os cartões vale refeição.

Valor de compra: R$ 68,40

Taxas para vendas no débito: 2,3%, com recebimento entre 1 a 2 dias.

Taxas para vendas no crédito: 3,1%, com recebimento em até 30 dias.

Antecipação de recebimento do crédito: 4,6%, com recebimento em 1 dia útil.

Minizinha PagSeguro

A Minizinha é uma das opções com menores taxas. Ela funciona com apoio de um celular ou tablet conectados via internet móvel ou wi-fi. A máquina aceita os cartões refeição, ou seja, é uma ótima escolha para estabelecimentos do ramo alimentício.

Valor de compra: R$ 68,40

Taxas para vendas no débito: 1,99%,

Taxas para vendas no crédito à vista: 3,19%

Taxas para vendas no crédito parcelado: 3,7%

5 benefícios do PABX IP para sua empresa

telefone em cima da mesa

As centrais telefônicas sempre foram a melhor solução para empresas de médio e grande porte que possuem a necessidade de conversarem entre os setores, mas hoje com o desenvolvimento do PABX Virtual, além da função do passado este sistema trouxe consigo outras melhorias.

Como o próprio nome já diz, o PABX Virtual IP utiliza de uma tecnologia que funciona a partir da internet, assim qualquer dispositivo conectado à rede, pode ter acesso a este sistema se tornando um ramal. Isso mesmo, desde o seu computador, até smartphone ou tablet pode se transformar em um PABX.

Essa modernização fez com que o PABX do passado se tornasse obsoleta, uma vez que ele não atende mais a todas as necessidades telefônicas de uma empresa. Hoje não só precisamos, ligar e receber ligações, mas também gravá-las, criar menus automáticos, realizar vídeo chamadas e afins.

Por este motivo, que separamos 5 benefícios do PABX IP para sua empresa, para você conhecer mais sobre este sistema e tudo o que ele tem a oferecer.

1. Redução nos gastos com telefonia

Podemos considerar que um dos principais benefícios que o PABX Virtual tem a oferecer, é a redução nos gastos com telefonia. O PABX Virtual IP não necessita de grandes alterações na infraestrutura da sua empresa, desta forma os custos para a do mesmo são bem baixos.

Também, com relação as ligações, é possível fazer chamadas locais, DDD e ligações internacionais, onde como estas são transmitidas pela internet, isso irá gerar uma economia muito grande na sua conta de telefone.

Essa economia acontece, pois, em vez de pagar pela transmissão de chamadas por meio de sistemas tradicionais, o cliente com o PABX Virtual IP contrata uma plataforma que presta os serviços VoIP, onde esta é a responsável por gerar esta mudança nas chamadas, consumindo dados de internet em vez de tarifa de operadoras convencionais.

2. Torna a vida de seus colaboradores mais fácil

Mesmo o sistemas PABX IP sendo um serviço digital, pode ter certeza que ele irá facilitar a vida de seus colaboradores. Isto porque, este serviço é integrado a uma plataforma totalmente simplificada, e como assistência técnica remota.

O software do PABX que é utilizado para a realização de chamadas no sistema IP, pode além dessa função também gravar chamadas, enviar mensagens de voz e realizar vídeo conferências.

Assim, além de economizar, sua equipe conta ainda com outra série de funções junto ao sistema de telefonia, onde o sistema de PABX virtual além de trazer economia possui um melhor custo benefício.

Todas essas outras funções, que facilitam o dia a dia dentro de uma empresa, também geram uma interação melhor entre os colaboradores e clientes.  

3. Melhora o atendimento telefônico da sua empresa

As ligações do PABX Virtual são realizadas através da internet, isto você já sabe, mas o que você não sabe é que quanto melhor a sua banda larga, melhor será a qualidade das chamadas. Mas, as ligações realizadas com este sistema já possuem em si uma melhora significativa na qualidade, uma vez que possuem áudio muito mais alto, menos ruídos, e menos propensão a quedas.

Também, como este sistema agrega mais funções, ele torna a vida de seus colaboradores muito mais simples, já que as atividades básicas como atender telefonemas são separadas de mais complexas, como gravar ligações ou direcionar o ouvinte para um departamento específico.  O sistema, já faz essa divisão sozinho e automaticamente.

Além disso, implementar essas funções no PABX IP é muito mais simples quando comparado aos sistemas tradicionais, já que não há a necessidade de aquisição aparelho que sirva apenas para aquela função.

4. Facilita a comunicação dentro da empresa

Você quando adquire um PABX não deseja apenas se comunicar melhor com os seus clientes, mas também facilitar a comunicação interna da empresa.  

Com o PABX IP isto também se torna muito mais fácil, já que ele integra toda a comunicação dentro da sua empresa, esteja seu colaborador dentro da empresa, ou fora, através de ramais remotos.

A administração desses ramais, internos ou externos, é feita com o auxílio de um único software, o que faz com que a operação fica muito mais simplificada, para os gestores que desejam ter um controle mais claro sobre o que está acontecendo na sua linha telefônica.

5. Sistema escalável

Antigamente, quando uma pessoa deseja adquirir um novo ramal dentro de uma empresa, era preciso chamar a assistência técnica do aparelho, para a levar o cabeamento até o local desejado.

Hoje com o PABX IP, a tecnologia conta com uma arquitetura que é baseada em padrões abertos, ou seja, é possível implementar e integrar novos ramais e expansões com grande facilidade.

Assim, conforme sua empresa vai crescendo, é possível fazer com que o PABX IP acompanhe este crescimento, e você não precisa investir quase nada para isso.

Inúmeros benefícios para a sua empresa

Agora que você já conhece 5 benefícios do PABX IP para sua empresa, que tal modernizar a sua central de telefone para o há de mais moderno do mercado, assim você poderá aproveitar de todas essas vantagens.

Caso você esteja procurando uma empresa de qualidade que preste esse serviço, saiba que a IP Force – PABX Virtual & Telefonia IP para empresas, que trabalho no ramo da telecomunicação, oferece soluções totalmente escalável em PABX virtual, URA, gravação de chamadas, número nacional, Call center.

Para entrar em contato com a IP Force, basta utilizar o telefone (11) 4003-5246, com atendimento de segunda a sexta feira das 09:00 as 18:00, ou ainda você pode conferir o site da empresa e tirar todas suas dúvidas.

Visite o escritório da IP Force, localizado na Rua Conselheiro Cotegipe, 659B, bairro Belenzinho na cidade de São Paulo, no CEP: 03058-000.

Máquina de cartão: 5 melhores opções do mercado

Atualmente as pessoas estão usando cada vez menos o dinheiro em célula, por questões de segurança e também praticidade, os cartões de crédito e débito caíram na graça da população, e hoje é a principal forma de pagamento.
Com esse novo cenário os donos das empresas precisaram seguir o fluxo, portanto, foram atrás da máquina de cartão, que acabam ganhando clientes quando tem a opção de pagamento.

O mercado de máquina de cartão está se ampliando cada vez mais, e com alta concorrência, é possível ter uma maquininha com taxas bem reduzidas. Para te auxiliar nessa escolha, preparamos um artigo com as melhores no mercado para você escolher a melhor para seu negócio.

Maquina de cartão do Brasil: As 5 melhores

1.      Cielo Zip

Essa máquina de cartão aceita mais de 70 de cartões e não é necessário o uso do celular. É preciso comprar a máquina, porém não há aluguel ou mensalidade

2.      Getnet Superget Compra

Não é necessário celular e não tem taxa de adesão para essa máquina de cartão, e você pode escolher entre o chip, chip 3G e Wi-Fi, o chip tem planos de dados gratuitos.

3.      Izettle

A máquina de cartão da Izettle não tem aluguel, é preciso comprar a máquina e há também as taxas de transação. Ela pode ser conectada no celular via Bluetooth.

4.      Pag Seguro Moderninha Smart

É preciso comprar essa máquina de cartão, mas ela tem 5 anos de garantia e não possui aluguel ou taxa de adesão, além disso, ainda conta com conta digital gratuita para gerenciar seu negócio e um chip 4G com plano de dados grátis.

5.      SumUp Top

A máquina de cartão SumUp Top funciona com o celular, de sistema operacional Android ou IOS, e não tem mensalidade.

Essas são as melhores opções de máquina de cartão no mercado atualmente, você também pode fazer uma simulação dessas e varias outras marcas no site do CoteCompare.