Técnicas para vender imóveis: confira 4 dicas!

Mesmo sendo antigo e tradicional, o mercado imobiliário cresce e evolui todos os dias.

Esse fator alinhado à mudança do comportamento do consumidor, exige que cada vez mais os corretores e imobiliárias atuem com profissionalismo, além de oferecer a melhor experiência possível para seus clientes, agindo como verdadeiros consultores.

Isso porque, além da concorrência ser extremamente alta, o valor necessário para comprar um imóvel também não é baixo.

Com isso, o marketing imobiliário está ligado diretamente ao marketing de relacionamento, para que imobiliária e cliente tenham uma relação de confiança e duradoura.

Contudo, além da confiança, as vendas são essenciais para a sobrevivência do negócio e elas podem se tornar difíceis em diversos casos, sendo necessário criar novas estratégias para facilitar a venda de seus imóveis e alavancar seu negócio. Quer saber quais são elas? Então continue lendo esse post.

1. Crie uma relação de confiança com seu cliente

Conhecida também como “rapport” com origem francesa, criar uma relação de confiança com seu cliente é essencial, como já falado.

Aqui, é necessário utilizar métodos para auxiliar no desenvolvimento de um relacionamento com confiança, empatia e harmonia entre você e seu cliente, criando assim uma conexão duradoura.

Com isso, você consegue conduzir esse relacionamento com maior segurança e de forma certeira para fechar o negócio. Isso porque, além de sua imobiliária oferecer opções que se encaixem exatamente com o perfil do cliente, ele ainda irá te enxergar com alguém confiável para realizar a compra.

Isso facilita todo o processo, visto que você não precisa querer convencer o cliente da compra a todo momento e inclusive ele pode indicar sua imobiliária para outras pessoas.

2. Conheça os produtos que está oferecendo

Por mais óbvio que possa parecer, muitos corretores não conhecem totalmente seu produto, ou seja, os imóveis.

É extremamente necessário ter todas as informações em mente para responder todas as perguntas do comprador com segurança e mostrar que sua empresa realmente entende sobre o assunto.

Portanto, algo simples pode se tornar um grande diferencial entre os concorrentes.

Tanto a imobiliária quanto o corretor devem conhecer a fundo todos os imóveis disponíveis em sua carteira, se atentando a detalhes como qualidade e histórico da construção, localização, características da região, possibilidade de reformas no local, informações sobre a negociação, documentação necessária, valorização do imóvel, etc.

Sabemos que isso pode ser difícil, mas a dica aqui é realizar então uma visita prévia para coletar todas essas informações antes de levar o cliente ao imóvel.

3. Aposte nas redes sociais

As redes sociais são poderosas quando o assunto é venda, mas devem ser usadas com cuidado e sabedoria. O primeiro passo é criar conteúdos relevantes, de qualidade e que gerem valor para seu público-alvo.

Então não, você não vai postar fotos de casas ou apartamentos que está vendendo e seu valor na legenda. Independente da rede social, seja Instagram, Facebook ou LinkedIn, é preciso mostrar que você é autoridade no assunto e sabe exatamente o que está falando.

Por isso, seus posts devem ser voltados para as dores, dúvidas, medos e curiosidades de seu público, buscando solucionar todos os problemas que passam ou já passaram, como dúvidas sobre financiamento, documentação, tipo de imóvel, etc. Ao gerar valor para ele, em uma futura compra é sua empresa que será lembrada.

Contudo, marketing de conteúdo e tráfego devem caminhar sempre juntos. Por isso, invista em anúncios patrocinados, visto que podem oferecer um grande retorno para seu negócio.

Isso porque, seu poder de segmentação é gigante, fazendo com que você atinja as pessoas certas e de acordo com o tipo de imóvel.

Você pode segmentar por faixa etária, sexo, localização, interesses, gostos e atrair um público extremamente qualificado para seu anúncio, aumentando muito a chance de venda.

Além disso, é possível analisar todos os resultados e avaliar qual o retorno obtido.

4. Seja um facilitador para seu cliente

É imprescindível que você seja acessível ao cliente, ou seja, estar disponível para ele de todas as formas e pelo máximo de tempo possível. Isso porque, estar presente e demonstrar que se importa com seu cliente pode fazer toda a diferença para ele decidir fechar ou não o negócio.

Sendo assim, a comunicação deve ser prioridade para sua imobiliária.

A tecnologia deve ser sempre utilizada a seu favor, visto que oferece diversos recursos para facilitar a comunicação, como WhatsApp, redes sociais, chatbots e até mesmo portais de imóveis, que funcionam como catálogos online e que estão disponíveis 24 horas por dia para seus clientes.

Portanto, com essas técnicas e dicas além de aumentar suas vendas, você ainda vai se tornar autoridade no ramo imobiliário. É muito importante lembrar que esse conjunto não irá promover resultados de um dia para o outro, o modo mais rápido é por meio dos anúncios.

Contudo, para realmente colher bons frutos, a estratégia deve ser testada e otimizada sempre que ver necessidade, além de manter a constância na criação dos conteúdos.

Porque e como criar uma persona para seu blog

O que é uma persona?

Uma persona, basicamente, é um personagem criado pelos responsáveis pela criação de algum tipo de conteúdo de um blog ou mídia social para simular um cliente real e aumentar – talvez aumentar MUITO – as taxas de aceitação, leads e até de conversão de um determinado produto/conteúdo.

Quando se está a desenvolver um conteúdo, é muito interessante criar uma persona com as características típicas do seu público-alvo, otimizando assim este conteúdo e melhorando seus resultados.

Você ainda não tem um blog, deseja criar um mas não sabe como? Então leia: Ebook: Como criar um blog do zero

Por que criar uma persona?

Justamente porque isto vai lhe auxiliar – e muito – no desenvolvimento de conteúdo de qualidade para seu blog. Você vai conseguir descobrir aquilo que os seus visitantes estão procurando e direcionar este conteúdo a eles. As probabilidades de acertar mais com seu público-alvo através desta estratégia são incrivelmente altas, vale a pena tentar!

Como criar uma persona?

Nesta área do post vou lhes ensinar a criar a persona para seu empreendimento. As dicas a seguir foram retiradas do curso mude sua rotina, onde autor Breno ensina como criar uma persona para ganhar dinheiro através das redes sociais via celular.

Coletando informações relevantes

Reúna características físicas e mentais (psicológicas) do seu público-alvo;
Analise o tipo de conteúdo (vídeo, imagem, texto etc.) e o assunto que mais lhe interessam;

  • Procure saber os horários de pico em que a maioria dos seus clientes/leitores estão online para consumir seu conteúdo;
  • Qual o nicho que estas pessoas gostam e querem consumir conteúdo?
  • Gênero sexual e idade dessas pessoas;
  • Preocupações e inspirações;
  • Quais sites minha audiência costuma visitar?
  • Meu público-alvo está concentrado em quais redes sociais?
  • Dependendo do seu nicho de mercado, coletar mais informações que as citadas acima é interessante.

Estas informações são muito importantes para criar a sua persona, definir a personalidade e criar estratégias para melhorar seus resultados.

Você precisa saber o que estas pessoas estão procurando no seu mercado de atuação, para planejar a persona mais coerente possível com o perfil do seu público e acertar no conteúdo.

Reunindo as informações para criar a persona
Após coletar todas as informações acima, vamos reuni-las para detalhar o perfil do nosso potencial cliente.

  • Defina um nome para sua persona, caso seja de mais de um gênero, é considerável criar uma para cada gênero;
  • Defina quais produtos/serviços ela precisa;
  • Qual a renda e a quantia disponível que podem pagar por seu produto/serviço;
  • Quanto tempo passam na frente do computador por dia (qual parte deste tempo é reservada para estudar? E para trabalhar? E para lazer?);

Enfim, existem infinitas coisas para se adicionar a uma persona, nesta parte você tem que pôr sua criatividade em prática e criar um personagem de acordo com as necessidades do seu blog.

Conclusão

Depois de saber o que é e porque é importante ter uma persona para seu blog, deixo uma dica: se possível, transforme estes dados em um infográfico, irá facilitar o seu entendimento e o entendimento alheio, caso você resolva mostrar para outras pessoas.

7 características de um bom motorista de caminhão de reboque

Ser um motorista de caminhão de reboque nem sempre é uma tarefa fácil e pode ser muito agitado às vezes. A maioria dos empregos exige que você fique de plantão em determinados horários, o que pode significar ter que sair correndo no meio da noite, meio dormindo, para rebocar um carro.

Além disso, dirigir um caminhão de reboque também pode ser perigoso, especialmente quando você vê alguém preso na beira da estrada tarde da noite. Depois de estabelecer que eles são apenas pessoas normais que estão legitimamente tendo problemas com o carro,  você precisa se preocupar com o tráfego passando por você a, digamos, 105 km / h, esperando que eles mantenham distância e não oscilem.

Outra coisa é que as pessoas podem ficar muito zangadas quando você vem buscar o carro pelo qual pagaram há vários anos, mesmo que não tenham feito nenhum pagamento nos últimos 6 meses.

Portanto, ser um bom motorista de caminhão de reboque requer certas qualidades e características. Aqui estão 7 características de um bom motorista de caminhão de reboque.

1. Ousado, mas cauteloso

Uma coisa é certa, um bom motorista de caminhão de reboque é corajoso, mas cauteloso sobre o que faz. É importante que os condutores de guinchos estejam cientes dos perigos que podem ter de enfrentar diariamente e saibam como lidar com eles com segurança. Isso pode significar ter que fazer escolhas difíceis no calor do momento. 

2. Confiável e confiável

Estar de plantão é um compromisso ao  qual os bons motoristas de caminhão de reboque se mantêm fiéis, o tempo todo e não apenas quando lhes apetece. Não é fácil parar o que está fazendo para rebocar um carro, especialmente se for tarde da noite e você estiver dormindo. No entanto, um bom motorista de caminhão de reboque sempre chega lá o mais rápido possível. 

Coisa garantida no serviço de reboque rj 24 horas .

3. São amigáveis ​​e profissionais

Os bons motoristas de guinchos têm dias ruins, como todo mundo, mas quando estão lidando com um cliente, eles sempre são corteses, amigáveis ​​e profissionais.

4. Tenha paciência e mantenha a calma

Todo bom motorista de caminhão de reboque sabe como lidar com pessoas que estão perturbadas e frustradas, uma vez que têm de lidar com pessoas assim com frequência. Há momentos em que alguns indivíduos podem até mesmo fazer exame físico com motoristas de guincho, mas um bom motorista aguenta e espera pacientemente que eles se acalmem.

5. Fisicamente apto

Você tem que estar fisicamente apto para ser um motorista de guincho, já que há muito trabalho físico envolvido em enganchar veículos, lançar um conjunto de carrinhos, ou mesmo usar um guincho para puxar um carro de uma vala.

6. Licenciado

É claro que todo motorista precisa passar por vários testes, incluindo testes físicos, de visão, de drogas e de  antecedentes , para obter sua  licença para dirigir,  dependendo dos requisitos do estado. No entanto, bons motoristas geralmente não param por aí, eles continuam sua educação para alcançar objetivos mais elevados e obter mais certificações.

7. Ter conhecimento e experiência

Você não pode simplesmente esperar engatar um carro, entrar em um caminhão de reboque e sair dirigindo sem saber o que está fazendo. Um bom motorista de caminhão de reboque terá experiência e conhecimento suficiente para transportar veículos com segurança e especialização.

Descubra o tipo de carpete ideal para você

Descubra o tipo de carpete ideal para você

O carpete é um componente da identidade visual. Seja da sua casa, da sua empresa ou de eventos em geral.

Além da personalidade apresentada, ele oferece inúmeros benefícios na sua utilização.

Descubra o tipo de carpete ideal para você
Descubra o tipo de carpete ideal para você

Mas antes de comprá-lo é indispensável que você tenha plena confiança de qual material comprar, para evitar frustrações.

Independentemente da decisão tomada, tenha em mente que o carpete escolhido é o ideal para você.

Quer saber muito mais sobre as características e usabilidade deste material?

Fique conosco.

Este artigo foi preparado com muito carinho para você de dicas para sua casa.

Saiba quais os principais benefícios que o carpete vai te oferecer

O carpete é um material multifuncional. Geralmente, é procurado por quem tem o sonho de fazer o seu revestimento desta forma.

Ou por quem quer compor o design de sua empresa com esta peça.

Mas o que realmente este tipo de revestimento oferece.

  • Deixa o seu ambiente mais aconchegante e bonito
  • Os produtos estão disponíveis nas mais variadas cores, estampas e designers.
  • A peça pode ser escolhida em consonância com os móveis que já se encontram no local.
  • É parte integrante da identidade visual de um estabelecimento

O mercado disponibiliza o carpete para piso em vários materiais, oferecendo múltiplas possibilidades para aplicação.

Pode ser encontrado em poliéster, nylon ou polipropileno.

Sem contar que o material atua como isolador acústico, o que inibe a propagação de ruídos.

O barulho dos saltos, o arrastar das cadeiras, ou qualquer outro tipo de barulho emitido em seu ambiente não serão mais um problema.

Uma outro funcionalidade dele é o suporte a segurança de pessoas com mobilidade reduzida, como crianças e idosos por exemplo.

Somado a isso, o carpete para piso de poliéster não causa reações em pessoas alérgicas.

Para a tranquilidade de quem se preocupa com a higienização. Este processo é rápido e simples.

O carpete pode ser higienizado de forma caseira.

Bucha, água e sabão resolvem. A orientação é não sejam usados produtos químicos.

Existe um equipamento semelhante a um aspirador de pó, que pode ajudar na higienização caseira e deixá-lo limpinho.

Se o seu carpete para piso manchou uma solução caseira pode te ajudar a resolver:

Use uma colher de sopa de detergente neutro e uma colher de sopa de vinagre branco em 1 litro de água morna.

Balance o recipiente até que a solução se torne uma espuma, aplique diretamente na superfície a ser limpa e esfregue suavemente.

Depois de alguns minutos remova a espuma.

Mas esporadicamente é viável que seu carpete passe para uma limpeza profunda, para isso, contrate uma empresa especializada.

Depois de todos estes esclarecimentos, vamos ao questionamento que nos trouxe aqui:

Conheça o tipo de carpete ideal para você

Os diferentes tipos de material variam na sua composição, em suas características e na funcionalidade.

Veja estas atribuições de forma detalhada e entenda qual é o ideal ao que você procura.

1 – Mais resistente ao desgaste e mofo

Se você procura um material mais resistente ao desgaste e ao mofo, o material de nylon é ideal.

A estruturação de suas fibras mantém estas características básicas do carpete de nylon.

Este tipo de material é mais duradouro, quando utilizado com os cuidados necessários e resiste bem ao peso dos móveis.

O carpete de nylon é o mais popular e procurado do mercado

Trata-se do modelo mais indicado para ambientes com grande fluxo de pessoas.

2 – Facilidade de manutenção

Quem busca praticidade na manutenção, vai optar pelo carpete de polipropileno.

Motivo que faz a sua procura aumentar dia após dia, em função da facilidade de manutenção

Resiste bem as manchas. A criançada vai poder ficar à vontade.

A exemplo do nylon, é um material indicado para ambientes de fluxo intenso de pessoas.

3 – Maciez e resiliência

É o tipo de revestimento recomendado para quem busca por um carpete mais macio e resiliente.

Características básicas do poliéster.

Além disso, é um material ecológico, já que muitas empresas usam garrafas pets em sua produção.

Confira algumas dicas antes de escolher seu carpete

O carpete está nas casas, nas salas de estar, de TV ou mesmo nos dormitórios.

E ainda compõe a identidade visual de lojas, escritórios. Ajuda bastante nos cuidados com a saúde, se higienizado corretamente.

Primeiro porque evita o contato direto dos pés com o chão, diminuindo, assim as chances de resfriado.

E ainda porque apresenta em algumas composições, versões antialérgicas.

Existem algumas outras dicas que precisam ser levadas em conta antes de comprar o carpete para piso

Fique atento e descubra quais são elas:

  • Busque por modelos mais claros, que não apresentam tanto a sujeira.
  • Opte por aqueles que possuem cerdas menores, que não marcam tanto.
  • Cuide diariamente, ajude a manter o seu carpete novinho por um bom tempo.

Neste último caso, saiba que, uma manutenção adequada e a escolha por um produto de qualidade, vão fazê-lo durar mais tempo.

É certo que existem alternativas de revestimentos, porém o carpete para piso, ainda é a opção de um público amplo.

Além de deixar a casa linda e aconchegante, combina com a personalidade de quem o escolheu.

O uso carpete para se adequar as normas

A Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) criou em 2013, a norma NBR 15.575.

Que reza a obrigatoriedade de garantir as condições mínimas de trabalho e assegurar a proteção de colaboradores ou demais presentes.

Evitando problemas acústicos. Ocasionados por projetos e materiais inadequados na construção dos ambientes.

Muitas organizações ainda não estão em cumprimento dela, neste sentido, a orientação é que busquem se adequar.

O uso de carpete é uma alternativa com uma boa relação custo-benefício.

Não só para atender aos parâmetros legais, mas para tornar seu meio corporativo seguro e aconchegante.

Conclusão

A utilização do carpete dá uma nova identidade aos ambientes. E deixa-o mais confortável.

Já que suas fibras sintéticas reúnem pequenas porções de ar que promovem a retenção da temperatura.

A JC Decor quer deixar a sua empresa e sua casa cheia de personalidade, por um custo-benefício atrativo.

E nem é preciso sair de casa. Na nossa loja virtual você encontra variedade e ótimas condições.

Aqui você encontra carpete para piso e muito mais. Venha conhecer a JC Decor.

Vantagens e desvantagens de se alugar um imóvel

Para muitas pessoas, possuir uma casa é a realização do sonho, já para outros, é o pior pesadelo deles que envolve vender Consórcio e muito mais. 

Comprar uma casa é uma das maiores decisões financeiras que você tomará em sua vida. Portanto, antes de decidir comprar, considere cuidadosamente os prós e os contras da casa própria.

Quando você pensa em comprar uma casa, muitas perguntas vêm à sua mente. Eu realmente preciso comprar uma casa? Minha renda vai crescer? Vou ficar em uma casa por tempo suficiente para se beneficiar da compra? Tenho dinheiro suficiente economizado? Estou pronto para a responsabilidade? 

Comprar uma casa é uma grande jogada financeira, por isso é prudente olhar com atenção para os aspectos positivos e negativos. As informações abaixo ajudarão você a examinar os prós e os contras de ter uma casa, com base em seus desejos pessoais, planos futuros e posição financeira geral.

Vantagens de alugar uma casa

Algumas das vantagens venda de consórcio e alugar uma casa são, conforme indicações da Consórcio na Web – Compra e Venda de Cotas de Consórcios:

  • O aluguel oferece mais flexibilidade e liberdade. Você pode tomar uma decisão rápida de se mudar, especialmente se tiver um contrato mensal.
  • Você não é responsável por manter a área alugada. Você pode informar o seu senhorio, e ele fará todos os reparos e manutenção para você.
  • Alugar pode ser mais barato do que possuir uma casa. Além disso, como você não está pagando a conta de reparos ou manutenção, você sabe exatamente quanto gastará no final do mês.
  • Se você trabalha ou viaja com frequência, então alugar uma casa ou apartamento é a melhor decisão, pois você não precisará se sobrecarregar com a responsabilidade de manter a propriedade.

Viu, como usar o dinheiro de vender consórcio não contemplado para alugar um imóvel pode ser sim vantajoso.

Desvantagens de alugar uma casa

Algumas das principais desvantagens de alugar uma casa são:

  • O dinheiro não cresce: você não recebe nenhum retorno sobre a propriedade que alguém está alugando. O verdadeiro beneficiário é o dono da casa que ganha uma renda.
  • Problema de manutenção: Talvez você precise se esforçar para concluir os reparos em tempo hábil
  • Renovação do contrato de locação: Não há garantia de que o contrato de locação será renovado. A renovação de um contrato de locação também pode levar a um aumento não planejado da locação e fazer com que você tenha que vender consórcio em andamento.
  • Restrição: Não se pode renovar uma propriedade de acordo com seus requisitos. Além disso, também existem restrições impostas a uma propriedade de aluguel, pois muitos proprietários de apartamentos não permitem animais de estimação em suas propriedades.

Agora se você está em busca de uma empresa confiável, para a venda de consórcio em andamento para alugar um imóvel, você pode contar com a Consorcio na Web. A empresa fica localizada no endereço: Praça Dr. Sampaio Vidal, 265 – 6º andar – Sala 65 – São Paulo – SP – Vila Formosa – CEP: 03356-060. Você pode entrar em contato pelo telefone: (11) 2785-1845, com toda certeza eles podem te ajudar!

4 Comandos essenciais para adestrar um cachorro

Um cão adestrado não é o mesmo que um cão equilibrado, mas se o seu cão conhece alguns comandos básicos, ele pode ser útil quando se trata de comportamento, problema existente ou aqueles que podem se desenvolver no futuro.

Mas onde posso aprender de fato como adestrar um cachorro? Você poderia ter uma aula, mas não é necessário; você pode fazê-lo você mesmo. Na verdade, pode ser divertido para você e seu cão com a atitude certa!

Comando Ficar

Antes de tentar isto, certifique-se de que o seu cão é um especialista no comando “Sentar”.

  • Primeiro, peça ao seu cão para se sentar.”
  • Então abre a palma da tua mão à tua frente e diz: “fica.”
  • Dá alguns passos para trás. Recompensai-o com carinho e carinho, se ele ficar.
  • Aumentar gradualmente o número de passos que você toma antes de dar a recompensa.
  • Recompense sempre o cachorro por ficar quieto, mesmo que seja só por alguns segundos.

Este é um exercício de autocontrole para o seu cachorro, por isso não se desanimem se levar um tempo para dominar, especialmente para cachorros de alta energia.

Comando Sentar

Este pode ser um dos comandos mais difíceis no adestramento de obediência para cães. Por quê? Porque a posição é uma atitude submissa. Você pode ajudar treinando positivo e relaxado, especialmente com cães temerosos ou ansiosos.

  • Encontra uma delícia particularmente boa e segura-a no punho fechado.
  • Põe a mão no focinho do teu cão. Quando ele cheirar, move a tua mão para o chão, para que ele a Siga.
  • Em seguida, deslize a sua mão ao longo do chão na frente dele para encorajar o seu corpo a seguir a sua cabeça.
  • Quando ele estiver na posição de baixo, diga “baixo”, dê-lhe o tratamento, e compartilhe afeto.

Repete-o todos os dias. Se o seu cão tentar sentar-se ou se atirar à sua mão, diga ” não ” e tire-lhe a mão. Não empurrá-lo em uma posição para baixo e incentivar cada passo que o seu cão leva para a posição certa. Afinal, ele está a esforçar-se para descobrir!

Comando Venha

Este comando pode ajudar a salvar um cão de problemas, trazê-lo para você se você perder o seu cachorro de vista ou acidentalmente deixar ele fugir da sua casa.

  • Põe uma trela e coleira no teu cão.
  • Desce ao nível dele e diz, “Vem”, enquanto puxa gentilmente a trela.
  • Quando ele chegar a ti, recompensa-o com afeto e um deleite.

Assim que o dominar com a trela, remove a trela e pratique o comando numa área segura e fechada.

Comando Deixa

Isso pode ajudar a manter o seu cão seguro quando sua curiosidade fica melhor dele, como quando ele cheira algo intrigante, mas potencialmente perigoso no chão! O objetivo é ensinar o seu cachorro que ele recebe algo ainda melhor para ignorar o outro elemento.

  • Coloque um deleite em ambas as mãos.
  • Mostra a ele um punho fechado com a guloseima lá dentro e diz: “deixa-o.”
  • Deixe-o Lamber, cheirar, boca, pata, e latir para tentar obter o petisco e você ignore os comportamentos.
  • Assim que ele parar de tentar, dá-lhe o prazer da outra mão.
  • Repita até o seu cão se afastar do primeiro punho quando disser: “deixe-o.”
  • Em seguida, dê ao seu cão o prazer quando ele se afasta do primeiro punho e também olha para você.

Não apresses o processo. Lembra-se que pede muito ao teu cão. Se você pegar um pouco e ele realmente lutar, volte para o estágio anterior.

Apenas estes quatro comandos simples podem ajudar a manter o seu cão mais seguro e melhorar a sua comunicação com ele.

Vale a pena o investimento do seu tempo e esforço. Lembre-se, o processo leva tempo, então basta começar um treinamento de adestramento em seu cão, mantenha-se calmo e tenha a mentalidade certa para a prática e a assertividade será certa.

Por que seu site deve ser responsivo?

Atualmente, ter um site responsivo vai além de uma estratégia para se destacar no mundo virtual. É uma questão de necessidade.

Isso porque o número de dispositivos móveis cresce exponencialmente em todo o mundo. 

Só o Brasil já conta com dois aparelhos digitais por habitante e mais de 230 milhões de smartphones, segundo uma pesquisa da Fundação Getúlio Vargas (FGV – SP).

Além disso, mais de 71 milhões de brasileiros acessam a internet somente pelos celulares.

Por isso, desconsiderar a presença de dispositivos móveis como canais de acesso é algo extremamente prejudicial para as páginas da web, em especial, para sites comerciais.

Diante desse cenário, resolvemos apresentar o porquê seu site deve ser responsivo.

Quer saber mais? Então, acompanhe a leitura!

Mas, afinal, o que é um site responsivo?

Imagine que você está procurando uma creche para idoso na internet, com a intenção de obter mais informações sobre os estabelecimentos disponíveis na sua cidade. Em um deles, você conseguiu acesso fácil pelo celular, com uma navegação fluida e rápida.

Em outro, a disposição dos elementos dificultou a leitura, além de ter imagens pesadas de difícil carregamento.

Na situação retratada acima, qual seria o site que você passaria mais tempo? Com certeza, o primeiro.

É justamente essa ideia que rodeia os demais usuários, especialmente quando utilizam a internet pelos dispositivos móveis. Daí a importância de ter um site responsivo.

A responsividade diz respeito à construção inteligente de uma página web, que é projetada e adaptada para qualquer tipo de resolução (telas maiores e menores), sem distorções dos elementos do site.

Para isso, usamos o design responsivo, que identifica a largura de cada aparelho e, assim, consegue determinar a quantidade de espaço que pode ser aproveitado, ajustando os tamanhos das imagens, das fontes, entre outros. Tudo isso, sem perder a qualidade.

Quer dizer que, ao entrar em um site responsivo de buffet de massas italianas, você consegue visualizar as fotos dos pratos, bem como navegar pela página facilmente, mesmo em um celular de tela pequena.

E quais as vantagens de ter um site responsivo?

Agora que você já entendeu como o site responsivo funciona, está na hora de saber o porquê da necessidade de investir nesse tipo de tecnologia.

Em primeiro lugar, vale reiterar, novamente, a quantidade de dispositivos móveis no mundo. Fora o número de pessoas que usam somente os smartphones para ter acesso à internet.

Mas, temos outros pontos positivos da responsividade. Confira abaixo!

1 – Melhora a experiência do usuário

Quando procuramos por algo on-line, como um piso laminado de madeira, queremos ser bem informados e ter uma boa experiência de busca. 

O site responsivo proporciona justamente isso, já que oferece conforto durante a navegabilidade do usuário.

Para as empresas, isso é ótimo, uma vez que a experiência do cliente influencia na tomada de decisão, aumentando as chances de venda.

Entre outras questões relacionadas à experiência, temos:

  • Aumento no número de leads (potenciais clientes);
  • Maior reconhecimento no mundo digital;
  • Menor taxa de desistência (usuário permanece no site);
  • Crescimento no número de clientes satisfeitos.

Vale dizer que, a experiência positiva é responsável pela conversão de 67% em vendas de produtos ou serviços.

2 – Melhora o rankeamento no Google

Pare por um minuto e pense: se você está buscando por envelopamento automotivo prata, onde fará a busca na internet? É bem provável que seja no Google.

Afinal de contas, o buscador é considerado um dos gigantes da internet, com o processamento de milhões de pesquisas todos os dias.

Cerca de 93% dos usuários busca encontrar algo pelo Google. Portanto, é fundamental que você esteja entre os primeiros resultados.

Com um site responsivo a sua classificação fica muito melhor, já que o algoritmo do Google leva em consideração a experiência do internauta, inclusive quanto à navegabilidade em uma página da web.

3 – Aumento nas vendas

O aumento nas vendas está diretamente relacionado com os outros pontos citados acima.

Afinal, se temos uma boa experiência e reconhecimento no Google, ganhamos a confiança do público, que se sente mais seguro em fechar negócio.

Para os sites corporativos e lojas virtuais, isso é ótimo, visto que o aumento de vendas proporciona maior lucratividade e rentabilidade.

Conclusão

Há muitas outras vantagens em ter um site responsivo. Por isso, se você ainda não adaptou a sua página web, coloque isso em prática o mais rápido possível.

O número de aparelhos mobile só tende a crescer e, diante disso, dá para entender a importância da responsividade.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Qual a diferença entre e-mail marketing e newsletter

O e-mail marketing e a newsletter são duas estratégias do marketing digital muito importantes para as empresas.

É por meio delas que as marcas mantêm contato com seus clientes e potenciais clientes, criando um vínculo com eles e estreitando seu relacionamento.

No entanto, muitas empresas ainda confundem o e-mail marketing com a newsletter, e essa confusão pode estragar tudo na hora de colocá-las em prática.

Para que isso não aconteça mais, neste artigo, vamos definir e-mail marketing e newsletter e qual é a diferença entre eles, para que possam ser corretamente usados.

O que é e-mail marketing?

E-mail marketing é uma estratégia de marketing digital que tem como base a comunicação entre uma empresa e seus clientes ou potenciais clientes via e-mail.

Para usá-lo da maneira certa, o disparo de e-mail é feito a partir de uma segmentação dos contatos por meio de ferramentas. Essas ferramentas personalizam as mensagens.

As empresas podem usar o e-mail marketing para diversos fins, sempre de acordo com o interesse do cliente ou potencial cliente. Dentre os usos mais comuns estão:

  • Ofertas;
  • Promoções;
  • Confirmação de compra;
  • Dicas.

Antigamente, o e-mail marketing era muito mal visto por empresas de todos os setores, pois era considerado uma versão digital de propagandas bem invasiva.

Por causa disso, passou a ser considerado comunicação em massa, emitindo mensagens nada relevantes para quem as recebia.

Com a evolução das estratégias em marketing digital e a popularização da internet, hoje o e-mail marketing é considerado uma das melhores estratégias.

O que é newsletter?

Newsletter é uma publicação fixa emitida pelas empresas aos seus clientes e potenciais clientes. E assim como jornais e revistas, ela também possui periodicidade.

Além disso, a newsletter pode ter formato de jornal ou revista, ser impressa, mas o mais comum é que ela seja enviada por e-mail.

Exatamente por ser enviada por e-mail, muitas pessoas a confundem com e-mail marketing. 

No entanto, se uma confeitaria envia uma newsletter para seu cliente, ela estará focada na produção de conteúdo sobre assuntos como salgados para festa de criança.

Tal intenção está mais focada no relacionamento com o cliente do que propriamente nas vendas, como no caso do e-mail marketing. E existem outras diferenças.

Diferenças entre newsletter e e-mail marketing

O e-mail marketing pode ser considerado uma ferramenta incisiva que tem a intenção de impactar quem recebe a mensagem. 

Além disso, é uma maneira de atrair o público para o site, estimular downloads, mostrar novidades, entre outros.

Em comparação com a newsletter, uma casa de repouso idoso a utiliza para engajar a sua audiência. No caso do e-mail marketing, ela pode utilizá-lo mais com a intenção de divulgar seus serviços e oferecer promoções.

Dentre as principais vantagens do e-mail marketing está o baixo custo, retorno imediato e grande alcance.

Já a newsletter pode até ser considerada uma variação do e-mail marketing. A diferença é que ela é mais informativa e enviada periodicamente.

Quando uma gráfica de impressão de tags envia uma newsletter, tem como principal intenção manter uma boa relação com seu público.

Esse formato traz muitos benefícios porque é bem informativo e ajuda a manter os leitores engajados e mais envolvidos com a marca.

A partir do uso dessa estratégia, cria-se um vínculo maior com o consumidor, aumentando a abrangência da marca, estabelecendo um relacionamento com o cliente e potencial cliente.

A newsletter também pode ser enviada por e-mail, mas isso não a classifica como e-mail marketing, pois a intenção dele é mais comercial do que a newsletter.

Mesmo assim, uma fabricante de guarda corpo para laje terá excelentes resultados com ambas as estratégias. Bastando apenas aplicá-las corretamente.

O marketing digital trouxe inúmeras possibilidades diferentes para as empresas apostarem no relacionamento com seus consumidores. E duas das principais são o e-mail marketing e a newsletter.

O fato é que é importante usar essas estratégias, tendo em vista que o consumidor está quase 24 horas por dia conectado. Isso tem quase anulado muitas estratégias de relacionamento com o cliente que não sejam pela internet.

Portanto, para aquelas empresas que querem crescer, nada mais eficiente do que investir na comunicação via e-mail e no envio de newsletter.

As duas opções são viáveis, não exigem muito investimento e possibilitam um canal exclusivo para a marca se destacar, que nenhum outro oferece. 

O e-mail marketing e a newsletter são estratégias simples que fazem toda a diferença.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Dicas simples para entrar no mercado de programação

Neste artigo, vamos te dar algumas dicas rápidas te ajudarão a entender como funciona o universo da programação. Sem dúvida, será um excelente começo para quem quer ser um desenvolvedor profissional em pouco tempo.

Projetar softwares para computadores e dispositivos móveis é uma habilidade que necessita de dedicação e muito empenho, principalmente se o seu objetivo é se tornar-se um grande profissional.

Sem falar que, a área de tecnologia em programação é cheia de oportunidades para quem deseja começar. Por isso, nós destacamos algumas dicas que vão te ajudar a entrar no mercado de programação.

Estude pelo menos uma hora por dia

Se você não está na área de desenvolvimento, não há problema.

Mesmo que você tenha uma rotina difícil durante a semana, você pode ao menos, reservar uma hora por dia para se dedicar apenas aos seus estudos de programação. E quando eu falo estudo, eu digo: estudar e praticar.

O horário de estudo pode ser antes de ir para o trabalho ou faculdade, no horário de almoço ou uma hora antes de dormir.

Acredite: você aprenderá muito ao longo da semana.

Procure um conteúdo de autoridade

Não pense que você será um desenvolvedor excepcional se continuar a buscar conteúdos aleatórios em sites ou no YouTube.

É fundamental que você siga um conteúdo bem estruturado e de preferência que tenha sido feito por uma autoridade no assunto.

Por exemplo, quando o assunto é PHP, podemos identificar a Danki Code como um excelente curso de desenvolvimento em PHP.

Não tenha medo de cometer alguns erros

Quando se é desenvolvedor, é comum que nossa lógica não esteja perfeita ou, inclusive, que a gente cometa alguns erros durante nosso desenvolvimento.

O mais importante é aprender com nossos próprios erros. Por isso, aceite que você irá errar e aprenda com eles.

Não se limite ao conteúdo que está consumindo

Seguir tutoriais de cursos e livros é fundamental.

Afinal, ter um caminho estruturado é excelente. No entanto, o que realmente te fará pensar como um programador de verdade é procurar novos desafios, além dos já realizados durante o exercício.

É uma excelente maneira de pensar fora da caixa, e assim, aprender mais.

Faça amizade com outros desenvolvedores

É uma maneira de realizar networking e entender quais são as exigências do mercado.

Você poderá trocar muitas experiências com desenvolvedores, principalmente os mais experientes. Você conhecerá a rotina diária, técnicas de codificação e também técnicas de produtividade.

É possível não apenas conhecer as últimas novidades do mercado, mas também saber antecipadamente quais são as oportunidades de emprego ou estágio.

Crie um projeto e divulgue-o na Internet

Se não possui estágio ou emprego para para desenvolver, comece a reproduzir os próprios projetos.

Busque uma ideia que seja razoavelmente complexa de se resolver e a implemente o projeto. Você poderá fazer um portfólio para mostrar para recrutadores.

Caso você não possua alguma ideia, desenvolva um site com painel administrativo. Desta forma, você conseguirá ter um ótimo aprendizado e também conseguir fazer uma boa apresentação do seu projeto.

5 vantagens de adotar um sistema para Pet Shop

Ser dono de Pet Shop não é das tarefas mais fáceis, sobretudo pelo fato de precisar administrar uma empresa que lida com animais domésticos e, principalmente, com os donos deles.

Dentro desse cenário, o maior desafio é fazer o empreendimento crescer dividindo o tempo de gestão com outros a fazeres, como atendimentos aos clientes, gerenciamento de estoque, controle financeiro, negociação com os fornecedores e até ações de marketing digital.

O sistema também é excelente para quem precisa de uma melhor gestão financeira.

No software, é possível inserir os dados relativos a esse setor e então nunca mais perder prazos de pagamentos de fornecedores, nem arcar com juros de empréstimos ou minar seus lucros com impostos e tributos atrasados.

É possível eliminar de vez essas situações ao adotar um programa de gestão para Pet Shop, pois além de concentrar as informações em apenas um lugar, ele gerara alertas sobre vencimentos, o que permitirá que você se programe para os seus recebimentos e despesas.

5 vantagens de adotar um sistema

1) Otimização do tempo : Um dos grandes benefício de adotar um software de gestão para Pet Shop é que ele vai ser extremamente importante para você otimizar o seu tempo. Quando você faz tudo manualmente e precisa passar todos os dados relevantes para o papel montando planilhas ou preparando documentos, você perde horas valiosas do seu dia. Já quando você adota esse tipo de programa, você automatiza sus processos e passa a ter uma plataforma exclusiva, que permite receber e organizar os dados e as informações da sua empresa, minimizando o tempo desperdiçado e reduzindo erros com lançamentos duplicados e problemas de formatação.

2) Melhoras no atendimento : Todos nos sabemos que os clientes de hoje não é mais o mesmo. Enquanto no passado ele era mais passivo e fiel a um estabelecimento, atualmente ele não hesita em pular para a concorrência caso suas demandas não sejam perfeitamente atendidas. E um software para sua clínica pode ajudá-lo bastante na fidelização do seu público. Ele permite que você lance no sistema tudo aquilo que for relevante sobre seus consumidores, fazendo com que os riscos de erros sejam muitos menores, aprenda a prender seus clientes à você e sua clinica.

3) Economia de recursos : Um software para Pet Shop é muito econômico, especialmente se você pensar a médio e logo prazo. Apesar de demandar um investimento inicial, com o passar do tempo sua empresa não precisara gastar em outros recursos, como papel e tinta para impressoras além de reduzir a perda de clientes e eliminar o retrabalho.

4) Fácil uso : O sistema é construído de modo intuitivo para facilitar a sua compreensão de modo que qualquer pessoa mesmo que não possua amplo conhecimento de como o sistema opera pode fazer um bom uso de ferramentas e obter uma série de outros benefícios para a sua loja bem como os sus clientes.

5) Acompanhamento clínico : Além de seus usos para vendas, o sistema para Pet Shop também tem suas aplicações em clínicas veterinárias, aonde eles pode armazena e acessar prontuários clínicos dos tratamentos realizados anteriormente no animal e assim facilitar os próximos diagnósticos levando em conta o histórico de saúde do animal.